Pablo Aimar deixa o Benfica e pode voltar à Argentina

Um dos primeiros "novo Maradona" do futebol argentino, Pablo Aimar pode voltar ao seu país na temporada que se inicia. Nesta quinta-feira, o jogador, de 33 anos, se despediu oficialmente do Benfica, clube português que defendeu nos últimos cinco anos. Ele vinha sendo reserva na equipe e não fez sequer um jogo como titular no último Campeonato Português.

AE, Agência Estado

07 de junho de 2013 | 09h44

"Fica o agradecimento, fui sempre muito bem tratado aqui. Sinto uma enorme alegria de ter visto jogar uma equipe como esta. Sobretudo, fico agradecido pela forma como fui tratado por todas as pessoas que trabalham todas as horas no clube", disse Aimar em sua despedida.

O jogador já tem propostas de três clubes argentinos: do River Plate, onde começou a carreira e de onde saiu em 2000 para o Valencia, do Belgrano, seu time de infância, e também do Estudiantes. Ali, trabalharia com o ex-companheiro Juan Sebastian Verón, hoje diretor esportivo do clube do La Plata.

De acordo com a imprensa argentina, porém, os clubes locais têm a forte concorrência de times mais ricos, do Catar, dos Emirados Árabes Unidos e também dos Estados Unidos. Pelo Benfica, Aimar atuou em 179 jogos e marcou 17 gols.

O River Plate teve, nos últimos anos, o retorno de alguns dos jogadores que marcaram sua história num passado recente, como Cavenaghi e Ariel Ortega. Os dois, porém, já deixaram o elenco. A estrela do time ainda é David Trezeguet, de 35 anos, que sempre se declarou torcedor do clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPablo AimarRiver Plate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.