Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Pablo comemora gol da vitória do São Paulo e agradece Arboleda pela assistência

Atacante também reconhece o trabalho do departamento médico da equipe na recuperação das suas lesões

Redação, Estadão Conteúdo

21 de setembro de 2019 | 16h30

O atacante Pablo comemorou muito o gol da vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Botafogo, neste sábado, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, marcado aos 46 minutos do segundo tempo. O jogador aproveitou para agradecer ao companheiro Arboleda pela assistência. No lance, Daniel Alves cruzou da esquerda, o zagueiro equatoriano ajeitou de cabeça e Pablo completou para as redes com o pé esquerdo.

O atacante ainda brincou e disse que errou a conclusão, mas acertou o gol. "Gostaria de parabenizar o grupo pela partida que fez. Precisávamos voltar a vencer. Mérito do Arboleda que ganhou a bola aérea. Ele falou 'me agradece'. Estou agradecendo. Precisávamos voltar a vencer. Nossa equipe teve uma sequência muito boa de cinco vitórias, depois quatro jogos sem vencer. É uma vitória importantíssima para nós que sonhamos com o título, é vencer jogo a jogo nesse segundo turno", disse Pablo.

E não foi apenas Arboleda que ganhou agradecimentos do jogador. Pablo agradeceu a todo departamento médico do São Paulo. O jogador tem sofrido com lesões, desde que chegou ao clube no início deste ano.

Em julho, durante o clássico contra o Palmeiras, sofreu uma lesão no ligamento do tornozelo direito que o deixou fora dos gramados por dois meses, retornando apenas no empate por 1 a 1 contra o CSA, no domingo passado, no estádio do Morumbi, em São Paulo. Em abril, Pablo ainda passou por uma cirurgia para retirada de um cisto na região lombar da coluna.

"Agradeço a minha família, esposa, filho e pais. Toda a minha família. Momento que difícil que passei. Nunca tive tanta lesão na carreira. E tive duas gravíssimas. Agradeço pela paciência, amigos, companheiros que sempre incentivaram a voltar o quanto antes, ao departamento médico, doutores e fisioterapeutas. Eles sabem o que sofri e eles também sofrem com a pressão. Hoje (sábado) pude fazer o gol da vitória", desabafou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.