Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Pablo marca, mas Dudu garante o empate entre São Paulo e Palmeiras

Time de Cuca larga na frente, mas com um gol 'estranho', o líder do campeonato mantém a invencibilidade

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2019 | 21h02

São Paulo e Palmeiras ficaram no empate por 1 a 1 em um bom clássico disputado na noite deste sábado, no Morumbi, pela décima rodada do Brasileirão. O time tricolor estacionou em nono lugar na tabela, enquanto a equipe alviverde viu a vantagem na liderança cair para três pontos por conta da vitória do Santos sobre o Bahia.

O gol são-paulino foi marcado por Pablo, logo aos nove minutos de jogo. Após cruzamento de Hernanes pela direita, o atacante se antecipou a Antônio Carlos e chutou para abrir o placar. É o artilheiro da equipe nesta temporada, com cinco gols.

Pablo não jogava desde o dia 30 de março, quando lesionou a panturrilha justamente em um clássico contra o Palmeiras. Ele ainda teve de passar por cirurgia para retirar um cisto na região da coluna. Neste sábado, o jogador torceu o joelho direito após cair de mau jeito e não voltou para o segundo tempo.

O Palmeiras chegou ao empate apenas aos 25 minutos do segundo tempo, de forma bizarra. Dudu chutou de longe, a bola desviou em Reinaldo, encobriu Tiago Volpi, bateu na trave, voltou nas costas do goleiro são-paulino e entrou.

Foi um castigo para Volpi, que havia feito ótimas defesas ao longo da partida. As principais foram em chute cruzado de Gustavo Scarpa e finalização cara a cara de Deyverson.

Do outro lado, Weverton também salvou o Palmeiras. Em dois lances seguidos, ele defendeu chute do estreante Raniel e uma bomba de fora da área de Reinaldo.

As defesas dos goleiros foram reflexo do bom clássico disputado entre as equipes. O São Paulo começou melhor, pressionando o adversário, e logo abriu o placar. O Palmeiras demorou para entrar no jogo, até por conta das cinco mudanças que o técnico Luiz Felipe Scolari fez em relação à partida contra o Internacional na última quarta-feira.

O clássico ficou mais equilibrado a partir da segunda metade do primeiro tempo, com boas disputas entre os jogadores. Na etapa final, o São Paulo recuou à espera de um contra-ataque para matar a partida, mas o Palmeiras se aproveitou para encurralar o rival e chegar ao empate.

Após o gol alviverde, o ritmo do clássico caiu. A torcida do São Paulo parecia incrédula com o gol sofrido e ficou mais quieta no Morumbi. Só voltou a fazer barulho com a confusão entre Raniel e Deyverson antes do fim da partida.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 X 1 PALMEIRAS

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes (Igor Gomes); Antony, Alexandre Pato (Toró) e Pablo (Raniel). Técnico: Cuca.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos e Moisés; Dudu (Willian), Gustavo Scarpa (Raphael Veiga) e Zé Rafael (Carlos Eduardo); Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.


GOLS: Pablo, aos 9 minutos do primeiro tempo; Dudu, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO: Bruno Arleu de Araujo (RJ).

CARTÕES AMARELOS: Hudson, Arboleda, Raniel (São Paulo); Antônio Carlos, Moisés, Carlos Eduardo (Palmeiras)

PÚBLICO: 38.267 torcedores

RENDA: R$ 1.177.165,00

LOCAL: Morumbi, em São Paulo (SP).

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.