Pablo Mouche afirma que ainda está se adaptando ao Palmeiras

Atacante fez o gol da vitória na partida contra o Avaí pela Copa do Brasil e garantiu a classificação para a próxima fase do torneio

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

06 de agosto de 2014 | 21h54

Os atacantes Mouche e Leandro tiveram noites bem distintas na vitória do Palmeiras sobre o Avaí por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, pela Copa do Brasil. Enquanto o argentino marcou o gol da vitória, o titular deixou o gramado debaixo de muitas vaias. Apesar das situações opostas, o discurso foi bem parecido e Leandro acredita que fez uma grande atuação.

"Eu achei que fui bem. Só faltou o gol. Tenho certeza que o professor gostou da minha atuação", disse o atacante, que deu de ombros para as vaias da torcida. "Eles têm o direito de falar o que quiser. Aplaudindo ou vaiando, vou continuar trabalhando normalmente", assegurou.

Já Mouche adotou um discurso mais humilde, mesmo com os holofotes em cima dele. "Estou aqui para ajudar. Fico feliz pelo gol, mas temos que trabalhar. Preciso de um processo de adaptação e temos que ter tranquilidade. Vim para ajudar o Palmeiras no que for preciso", disse o argentino, que entrou durante a partida justamente no lugar de Leandro.

O Palmeiras agora deixa de lado a Copa do Brasil e foca as atenções no Campeonato Brasileiro, onde joga domingo contra o Atlético-MG, no Independência.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMouche

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.