Pablo Velázquez ainda está muito distante do Palmeiras

Mais um dia se passou sem evolução nas negociações para a contratação do atacante paraguaio Pablo Velázquez, do Libertad. A Traffic, parceira do Palmeiras, já não mostra o mesmo otimismo que tinha há alguns dias.

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2010 | 09h46

"Na quinta, as chances dele ser contratado eram de 90%. Na sexta, as chances de ele não ser contratado eram de 90%", disse Júlio Mariz, presidente executivo da empresa.

O problema é que os dirigentes paraguaios se empolgaram com os gols de Velázquez na Copa Libertadores e aumentaram o valor pedido para liberá-lo. Querem agora US$ 4 milhões (R$ 7,4 milhões), ante os US$ 3,2 milhões de dias atrás. Foi justamente essa diferença que emperrou a contratação. "Os valores ainda estão muito distantes. A Traffic que está cuidando disso", avisa o gerente Toninho Cecílio.

Em relação ao atacante Ewerthon, do Zaragoza, o diretor de futebol do Palmeiras, Genaro Marino, disse que a contratação deve ser fechada nesta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.