Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Pacaembu vai receber os dois jogos da final do Campeonato Paulista

FPF argumenta que o estádio paulistano fica a uma distância intermediária para os dois clubes

Vanderson Pimentel, O Estado de S. Paulo

31 de março de 2014 | 13h01

SÃO PAULO - A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou nesta segunda-feira que as duas partidas da final do Paulistão serão disputados no Pacaembu, em São Paulo. A decisão foi tomada em conjunto com dirigentes do Santos e Ituano, que pretendiam mandar os jogos em seus estádios.

A FPF argumentou que o estádio paulistano fica a uma distância intermediária para os dois clubes e oferece maior conforto para os torcedores. Santos e Ituano aceitaram os argumentos da entidade e acataram a sugestão.

Por ter melhor campanha, o Santos será o mandante do segundo jogo. Ficou decidido que nas duas partidas, o Peixe terá cerca de 85% dos ingressos - os torcedores do Ituano terão à disposição 15% nas duas partidas. A renda dos dois jogos será dividida igualmente.

 

O presidente do Santos, Odílio Rodrigues, aprovou a sugestão da Federação de mandar os jogos em São Paulo, mas admitiu certa frustração por não poder jogar na Vila. "Claro que, como todo santista, eu queria que o jogo fosse na Vila Belmiro. Mas na reunião a Federação apresentou seus pontos e entendemos que seria melhor assim para todos", afirmou.

Juninho Paulista, gestor do Ituano, também aceitou a sugestão da entidade. "Entendemos que a escolha do Pacaembu foi a melhor para a gente", declarou. O dirigente admitiu que o Santos deve receber maior apoio no Pacaembu, mas lembrou da vitória sobre o Palmeiras, domingo, no mesmo estádio, e com torcida contra. "Ontem nós jogamos aqui e vencemos o Palmeiras. Mesmo se o Santos tiver maior público, confiamos na equipe", afirmou.

As finais serão disputadas nos dois próximos domingos, dias 6 e 13 de abril, ambos às 16 horas. Em caso de empate nos dois confrontos, o título será decidido nos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.