Paciente, Atlético-PR pega Libertad

O Atlético Paranaense entra em campo nesta terça-feira, às 18h30, na Arena da Baixada, em Curitiba, contra o Libertad, para sua segunda partida pela Copa Libertadores da América, tendo na ponta da língua duas palavras de inspiração: paciência e confiança. "Precisamos ganhar, mas ganhar com inteligência", prega o técnico Casemiro Mior. O Atlético empatou a primeira partida, contra o Independiente, em Medellin, por 2 a 2, e está em segundo lugar no grupo.Mior realizou um treinamento nesta segunda-feira, mas não divulgou o time, que foi testado numa atividade secreta na noite de domingo. As dúvidas mantidas pelo técnico estão na lateral-direita e no ataque. Como Fernandinho retornou da licença que ganhou da diretoria tem presença garantida. Ele pode atuar tanto no meio-de-campo, sua posição original, dando espaço para Jancarlos, quanto no setor em que foi improvisado ainda no ano passado. O mais provável é que ele atue no meio, pois Fabrício deverá ser improvisado na lateral esquerda, já que Marín está suspenso. O jogador foi testado nessa função em duas partidas e ganhou elogios do técnico. "Tem muita disposição e está crescendo bastante", disse.Embora seja muito difícil a escalação logo no início da partida, o técnico chegou a treinar uma formação mais ofensiva, com três atacantes - Dênis Marques, Aloísio e Maciel. Apesar de qualquer time que seja escalado nunca ter jogado junto, Mior disse não estar preocupado com a falta de entrosamento. "Não estamos aqui para preparar uma desculpa para depois do jogo", acentuou. "Vamos trabalhar com confiança naquilo que temos e naquilo que vamos fazer."Mais paciência - O que ele tem pedido insistentemente é a doação de todos os jogadores. "Eles têm que jogar com bola e sem bola. Aquele que perder a bola tem que ser o primeiro a dar o combate", reforçou. O zagueiro Marcão acredita que o Libertad deve atuar bem fechado. "Vai ser muito difícil a entrada", previu. "Vai ter que ter muita paciência, muito toque de bola e a tranqüilidade que tivemos contra o Paranavaí para reverter o placar." Na sexta-feira, o time começou perdendo e virou o placar para 3 a 1.O Libertad perdeu a primeira partida, em Assunção, por 2 a 1, contra o América de Cali, que lidera o grupo, com seis pontos. A diretoria do clube decidiu trocar o técnico, entrando o argentino Juan José López, que em sua estréia venceu o General Caballero no Torneio Abertura (campeonato paraguaio), por 1 a 0.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.