Pai de Neymar rebate acusações da Justiça de fraude em sua empresa

MP da Espanha acusa fraude na transação do atleta ao Barcelona

O Estado de S. Paulo

24 Março 2015 | 18h30

Indignado com as notícias publicadas no Brasil a respeito do 'Caso Neymar', o pai do jogador divulgou na noite desta terça-feira comunicado rebatendo as informações de que estaria envolvido em irregularidades na transferência do craque para o Barcelona. Neymar da Silva Santos, pai do craque, diz que "nenhum membro das minhas empresas, do meu entorno, foi indiciado em nenhum processo".

A investigação foi instaurada pela Justiça da Espanha, que pede a prisão do presidente do Barcelona, Josep Batomeu, e do ex-presidente do clube, Sandro Rosell, que participou da transação do atacante. Documentos do Ministério Público da Espanha, revelados pelo Estado, indicam irregularidades na participação do pai do jogador na negociação do Barcelona com o Santos em junho de 2013.

VEJA NOTA

Quero manifestar a importância que tem para mim, que nenhum membro das minhas empresas e do meu entorno foi indiciado em nenhum processo judicial, contrariando o que alguns meio de comunicação têm noticiado durante os últimos dias no Brasil, evidenciando uma ausência total de informação e contrariando a verdade.

O chamado 'Caso Neymar', instaurado na Espanha para investigar a contratação do Neymar Jr pelo FC Barcelona, em nenhum momento nos afetou juridicamente. Estou convencido de que as pessoas envolvidas neste processo desenvolveram seus esforços sempre respeitando as leis do Brasil e da Espanha, sempre em concordância com o estatuto da Fifa.

Temos a certeza de que todas as ações realizadas para que o Neymar Jr pudesse jogar no FC Barcelona foram absolutamente legais, supervisionadas pelos melhores advogados e que jamais burlamos alguma legislação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.