Pai de Valdivia vê filho treinar e mantém indefinição

Valdivia treinou normalmente na tarde desta sexta-feira com o restante do elenco do Palmeiras, mostrando que vai se recuperando aos poucos do trauma do sequestro relâmpago sofrido na semana passada. O pai do jogador, Luis, acompanhou a atividade na Academia e aproveitou para dizer que a permanência do seu filho no clube segue indefinida.

PAULO GALDIERI, Agência Estado

15 de junho de 2012 | 17h17

Depois do sequestro, ocorrido na última quinta-feira, Valdivia chegou a passar alguns dias no Chile para se recuperar. Já de volta ao Brasil, ele vem tentando retomar a rotina de trabalho. Mas, apesar de ter treinado normalmente nesta sexta-feira, não joga no domingo, diante do Vasco, pelo Brasileirão, e ainda não tem previsão para retornar ao time.

Bastante abatido com a violência que sofreu, Valdivia levantou a possibilidade de deixar o Palmeiras, para não morar mais no Brasil. Mas seu futuro ainda está indefinido. "Não posso falar pelo meu filho. Quem tem que decidir é ele", afirmou o pai do meia chileno, revelando que terá uma reunião com a direção do clube na noite desta sexta-feira.

O pai de Valdivia explicou que permanecerá no Brasil o tempo que o filho precisar, para ajudar na sua recuperação - a mulher e as duas filhas do jogador ficaram no Chile e não devem voltar tão cedo para São Paulo. Ele também contou que o meia chileno está se recuperando aos poucos do trauma. "Ele já está melhor", revelou Luis.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.