Pai diz que Messi não tem nenhuma relação com assuntos fiscais

Pai diz que Messi não tem nenhuma relação com assuntos fiscais

Atacante argentino e pai negam qualquer irregularidade após serem acusados de fraudar o Estado espanhol em mais de R$ 12 milhões

Iain Rogers, REUTERS

16 de outubro de 2014 | 11h08

O atacante do Barcelona e da seleção argentina Lionel Messi não teve nenhuma responsabilidade em relação a seus assuntos fiscais e não deveria ser incluído na investigação por suposta fraude, afirmou o pai do jogador, Jorge. 

Messi e seu pai, que negam qualquer irregularidade, foram acusados de fraudar o Estado espanhol em mais de 4 milhões de euros ao apresentarem declarações fiscais incompletas durante 2007 e 2009.Os ganhos de Messi com direitos de imagem teriam sido ocultados por meio de uma rede de empresas fantasmas no Uruguai, Belize, Suíça e Grã-Bretanha.

"Na verdade, quero ser bastante claro em relação a isso", disse Jorge Messi durante entrevista a uma rádio. "Eu sempre disse isso, ele (Messi) não tem absolutamente nenhuma relação, assim como não há porque se falar nisso", acrescentou o pai do jogador argentino. "E o tema está sendo tocado por meus advogados, sendo assim, é algo comigo e não tem nada a ver com ele", afirmou.

Lionel Messi é morador de Barcelona desde o ano 2000 e obteve nacionalidade espanhola em 2005. Ele é um dos esportistas mais bem pagos do mundo, com rendimentos de mais de 31 milhões de euros por temporada, incluindo salário e prêmios, segundo a revista Forbes.

Além disso, ele recebe cerca de 18 milhões de euros em publicidade de marcas como Adidas, Samsung, PepsiCo e Turkish Airlines, ficando em quarto lugar da lista de esportistas mais bem pagos da Forbes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.