Pai do jogador Diego é preso por tentativa de homicídio

O pai do jogador Diego, do Werder Bremen (da Alemanha), Djair Silvério da Cunha, foi preso na manhã desta terça-feira, dia 6, acusado de tentativa de homicídio. Ele teria jogado seu carro (um Vectra) sobre a motocicleta dirigida pelo professor de educação física Romilson Ribeiro. O motociclista caiu, tentou levantar e foi novamente atingido, batendo contra um táxi que estava parado. O taxista chamou a polícia. Esta teria sido a segunda vez que Romilson é atacado. Ele disse que a primeira vez ocorreu em novembro do ano passado. Quando saía da academia onde trabalha, três homens o teriam agredido. O professor registrou boletim de ocorrência. Segundo investigações do 4.º Distrito Policial, o motivo das agressões seria passional, já que Romilson teria um caso com a esposa de Djair. Um relacionamento que já duraria cinco anos. Cunha teria descoberto a traição há cerca de sete meses. O advogado do acusado, William Araújo Hernandez, diz que seu cliente não conhecia a vítima e nem tinha conhecimento da acusação. "É uma história mirabolante que o delegado está contando. Djair não conhece os fatos que estão sendo imputados a ele", garante. Hernandez afirma ainda que o acusado foi à polícia esclarecer um acidente de trânsito e foi surpreendido com a prisão em flagrante. Depois de ser ouvido, Djair foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP). Ainda nesta terça-feira, Hernandez apenas aguardava o envio da autuação de prisão em flagrante ao fórum para entrar com pedido de relaxamento de prisão.Já Diego, que reside na Alemanha e estava com a seleção brasileira em Londres, ainda não se pronunciou sobre o caso. Seu pai é quem cuida dos negócios envolvendo sua carreira como jogador de futebol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.