Países com surto de Ebola terão de mudar local de jogos na África

Confederação Africana de Futebol pediu às federações de Guiné, Serra Leoa e Libéria que mudassem os jogos para um país neutro

Mark Gleeson, REUTERS

12 de agosto de 2014 | 17h42

Guiné e Serra Leoa foram obrigados a mudar o local de suas partidas nas eliminatórias da Copa das Nações Africanas no próximo mês para território neutro devido ao surto do vírus Ebola na África Ocidental, que já matou mais de 1.000 pessoas.

A Confederação Africana de Futebol (CAF) disse nesta terça-feira que a Libéria, que está fora da Copa das Nações, também deve alterar os jogos de sua seleção, embora não haja nenhuma partida iminente no país, nem em nível de clubes.

"A CAF pediu às três federações para mudar (os jogos) para um país neutro", disse um comunicado da entidade máxima do futebol africano.

Serra Leoa já havia pedido a Gana para sediar seu jogo contra a República Democrática do Congo no próximo mês, mas recebeu uma resposta incerta.

O pior surto de Ebola já registrado matou nos últimos meses 1.013 pessoas em Guiné, Libéria, Serra Leoa e Nigéria.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma emergência internacional, uma vez que prevê que a epidemia continuará por meses.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolEbolaÁfrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.