Palaia continua atrás de Gamarra

O diretor Hugo Palaia jura que tentará buscar para o Palmeiras Gamarra, Baiano e o zagueiro Rodrigo. Só que não será tão simples ter o trio. Muito pelo contrário. Gamarra, 33 anos, sabe que ainda pode voltar por cima para o futebol brasileiro. A sua passagem pelo Corinthians ainda impressiona os dirigentes. Ele pertence à Inter de Milão, e gostaria de continuar no clube italiano. Só que percebeu que está para ser dispensado. Tanto que acabou de autorizar o empresário Gilmar Veloz a analisar as propostas de clubes brasileiros. Veloz e Palaia já se falaram duas vezes. O Palmeiras está disposto a fazer um contrato de um ano com o zagueiro. E pagar R$ 150 mil mensais. Ele ganha R$ 300 mil na Itália. "Estamos negociando. Quem não quer um jogador com a categoria e liderança do Gamarra? Eu quero", diz Palaia. Em relação a Baiano, a situação não é fácil. O jogador não é titular absoluto do Boca Juniors, mas quer continuar na Argentina. "Eu estou bem em Buenos Aires. É difícil sair agora do Boca. Não vejo problema em retornar ao Palmeiras, mas acredito que não seja a hora", disse Baiano, sem a menor intenção de voltar a atuar no Brasil neste ano. O mesmo se aplica ao zagueiro Rodrigo, que está jogando pelo Shaktar Donesk da Ucrânia. Ele está mostrando bom futebol e existe até a possibilidade de ir para outro clube europeu. A princípio, ele não estaria interessado em retornar ao futebol brasileiro. Ou seja, o diretor Palaia está otimista demais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.