Palermo anuncia volta de técnico demitido após 3 jogos

A malsucedida dança das cadeiras que vem marcando esta temporada do Palermo contou com um novo capítulo curioso nesta terça-feira. Um dia depois de confirmar a demissão do técnico Gian Piero Gasperini, que teve duas passagens pelo time apenas neste ano, o clube acaba de anunciar a contratação de um velho conhecido: Giuseppe Sannino, que já esteve à frente do time nesta mesma temporada durante apenas três partidas.

AE-AP, Agência Estado

12 de março de 2013 | 09h28

A chegada de Sannino marca a quarta mudança de técnico da equipe da Sicília nesta temporada, sendo que o time ocupa o último lugar do Campeonato Italiano e está desesperado na luta contra o rebaixamento. A fase é tão ruim que o número de trocas de comandante já é maior do que o de vitórias - foram apenas três em 28 partidas até aqui.

Saninno dirigiu o Palermo nos três primeiros jogos do time nesta temporada, acumulando um empate e dois derrotas. Logo em seguida, ele acabou demitido e foi substituído em setembro por Gasperini, este mandado embora no início de fevereiro após uma derrota para a Atalanta. Na sequência, Alberto Malesani foi contratado para o cargo, mas pediu demissão após três partidas. E, há duas semanas, Gasperini voltou ao clube, mas viu a sua nova passagem pelo time acabar depois de apenas dois jogos.

Obedecendo exigências da lei trabalhista aplicada no futebol da Itália, o Palermo ainda mantinha contrato em vigência com Saninno, apesar de o mesmo ter sido demitido anteriormente depois de apenas três jogos. Seu acordo com o clube, inclusive, expira após a próxima temporada. O regulamento do Campeonato Italiano, por sua vez, não permite a contratação de técnicos de outras equipes para trabalhar por um diferente clube na mesma edição da competição nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.