Palmeiras abre o treino para crianças com Síndrome de Down

Crianças visitam a academia vestidas de super-heróis

Gonçalo Júnior, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2015 | 14h23

O treinamento do Palmeiras nesta quinta-feira contou com a presença de 15 crianças portadoras da Síndrome de Down. A iniciativa partiu do grupo "Mães em Comum", que se reúne para compartilhar experiências do cotidiano. O grupo entrou em contato com o Palmeiras para buscar uma atividade especial para as crianças em comemoração ao Dia da Criança (12 de outubro). 

Vestidas com fantasias de super-heróis da ficção, como The Flash, Tartaruga Ninja, Super-Homem, elas visitaram as instalações da Academia de Futebol e tiveram contato com os jogadores. Os visitantes ganharam pipoca, cachorro quente e refrigerante, oferecidos pelos organizadores do Palmeiras. 

"Espero que a gente seja um super-herói do bem para eles, e eles sejam felizes nesta vinda para cá. Espero que eles voltem mais vezes para aumentar a nossa autoestima. Quando essas crianças vêm aqui e correm no campo, elas ficam muito felizes e se sentem bem", afirmou o atacante Dudu em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira. "É bom para o clube também ver essas crianças brincando e tirando foto, afinal é o sonho delas, assim como eu também já tive esse sonho", disse, em entrevista coletiva.

Outro jogador que interagiu com as crianças foi o meia Robinho, que se recupera de lesão muscular. O jogador não participou da atividade com o restante do elenco, mas esteve no gramado ao lado de Zé Roberto para dar continuidade ao processo de readequação física.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.