Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras acumula R$ 57 milhões com negociações e fica perto da meta prevista para ano

Saídas de Matheus Fernandes e Artur fazem clube se aproximar do objetivo de arrecadar R$ 60 milhões no ano com transferências

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

15 de janeiro de 2020 | 10h30

Mesmo ainda sem contratar reforços, o Palmeiras tem motivos para comemorar as movimentações durante a atual janela de transferências. As negociações conduzidas pela diretoria alviverde para a saída de jogadores já renderam cerca de R$ 57,5 milhões. A última delas foi o acordo com o Barcelona pelo volante Matheus Fernandes. Entre operações de venda e empréstimos, o montante recebido é bem próximo à meta estipulada no orçamento da temporada.

No fim do ano passado, o Palmeiras estipulou na previsão orçamentária para 2020 receber até R$ 60 milhões com as negociações de saídas de jogadores nesta temporada. Ainda no primeiro mês do ano, a equipe está bem perto de bater essa cifra. Duas grandes vendas neste início de mês impulsionaram a entrada desses recursos: o clube receberá R$ 24 milhões por 75% dos direitos econômicos de Matheus Fernandes e embolsou R$ 17,5 milhões referentes aos 70% dos direitos do atacante Artur, negociado com o Red Bull Bragantino por R$ 25 milhões.

Essas duas negociações ainda podem render mais recursos ao Palmeiras futuramente. O clube alviverde encaminhou no acordo com o Barcelona por Matheus Fernandes o recebimento de até R$ 18 milhões em bônus, de acordo com metas por atuações em partidas. Já com Artur, o clube alviverde ainda manteve 10% dos direitos econômicos do atleta e poderá lucrar em uma futura venda.

O Palmeiras também recebeu R$ 16 milhões em outras três negociações. A mais lucrativa delas foi a venda do zagueiro Thiago Martins ao Yokohama Marinos, do Japão, por R$ 8 milhões. O jogador estava no time asiático desde agosto de 2018 por empréstimo e agora assinou um contrato definitivo. Outra venda sacramentada ainda em dezembro foi a saída do volante Thiago Santos para o Dallas, dos Estados Unidos. A transferência rendeu R$ 4 milhões.

Pelo mesmo valor de R$ 4 milhões o Palmeiras acertou a taxa de empréstimo do atacante Carlos Eduardo ao Athletico. O jogador ficará em Curitiba pelas próximas três temporadas, após ter sido contratado por R$ 25 milhões e não conseguir sequência no time titular. O clube cuida agora da saída de mais jogadores. As negociações com o volante Jean, o meia Guerra e o atacante Deyverson estão em andamento.

Para 2020 o clube projetou a redução de 14% nas despesas operacionais do departamento de futebol. A meta levou o Palmeiras a ter a saída de mais de dez jogadores, principalmente para economizar com salários. Fora os atletas já mencionados, foram mais três saídas por empréstimo: Borja para o Junior Barranquilla, Antonio Carlos com o Orlando City e Hyoran ao Atlético-MG. O goleiro Fernando Prass não teve o contrato renovado e saiu. O zagueiro Edu Dracena se aposentou.

Negociações recentes do Palmeiras:

Artur - R$ 17,5 milhões (Bragantino)

Thiago Santos - R$ 4 milhões (Dallas)

Thiago Martins - R$ 8 milhões (Yokohama Marinos)

Matheus Fernandes - R$ 24 milhões (Barcelona)

Carlos Eduardo - R$ 4 milhões (taxa de empréstimo - Athletico)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.