Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Palmeiras admite atuação apática em derrota para o Vasco no Rio

Tropeço por 2 a 0 complica a situação do time na Copa Sul-Americana

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2011 | 08h57

RIO - Os jogadores do Palmeiras admitiram que tiveram uma atuação ruim na derrota para o Vasco por 2 a 0, na noite de quinta-feira, no Estádio de São Januário, pela Copa Sul-Americana. Para eles, a equipe pecou pelos erros cometidos e também pela apatia, que permitiram o triunfo do time carioca.

"Falhamos um pouco na marcação. Quando se falha contra grandes equipes não tem volta. Eles marcam", disse o volante Marcos Assunção. "A equipe não foi o que estava sendo, entramos apáticos", completou o atacante Dinei, que substituiu Maikon Leite durante o segundo tempo do duelo com o Vasco e criou as melhores chances do time.

Quando o time carioca ainda vencia por 1 a 0, Dinei teve uma boa oportunidade de gol, mas que foi defendida pelo goleiro Fernando Prass. Apesar de ter aprovado a sua atuação, o atacante lamentou a chance desperdiçada. "Sempre entro para ajudar a equipe. Tive uma oportunidade, mas o Fernando Prass fez uma excelente defesa", afirmou.

Em 2010, o Palmeiras perdeu na estreia na Copa Sul-Americana para o Vitória por 2 a 0, mas conseguiu assegurar a vaga nas oitavas de final ao triunfar em casa por 3 a 0. Marcos Assunção acredita ser possível repetir a situação no dia 25 de agosto. "Temos o segundo jogo, ano passado foi igual. Esperamos que neste ano nós possamos fazer igual", disse.

O Palmeiras volta a entrar em campo no domingo, mas pelo Campeonato Brasileiro. A equipe paulista enfrentará novamente o Vasco no Estádio de São Januário em duelo válido pela 16ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.