Palmeiras anuncia Luxemburgo amanhã

O Palmeiras terá, enfim, um técnico, depois de quase dois meses sem comandante. Desde a demissão de Celso Roth, em 28 de outubro, após a derrota da equipe para o Internacional por 2 a 1, o coordenador Márcio Araújo vinha exercendo o cargo interinamente. Nesta quinta-feira, a diretoria palmeirense deverá anunciar oficialmente a contratação de Vanderlei Luxemburgo, após alguns dias de negociação.A apresentação só não ocorreu nesta quarta-feira porque havia alguns detalhes ainda a serem acertados, referentes ao contrato. O presidente Mustafá Contursi lhe ofereceu R$ 90 mil e o técnico queria um pouco mais. Luxemburgo, porém, vai ceder e o acordo está muito perto. Ele sabe que passar muito tempo desempregado não seria bom para sua imagem, principalmente após a demissão do Corinthians. Ele também não esconde de ninguém que sonha em voltar a dirigir a seleção brasileira. E isso só poderá ocorrer após a Copa do Mundo da Coréia e do Japão, se voltar a fazer bom trabalho num time de ponta.Luxemburgo esteve reunido com o diretor de futebol do Palmeiras, Sebastião Lapola, na noite de terça-feira. Ele aceitou deixar de lado sua comissão técnica e pediu alguns reforços, pois considera o elenco limitado. O dirigente, que trabalhou como porta-voz de Mustafá, concordou. O único empecilho mesmo era uma pequena diferença salarial. Nesta quarta-feira, em reunião do Conselho Fiscal, o presidente palmeirense contou aos conselheiros que o negócio está praticamente fechado.A diretoria palmeirense ficou irritada com o fato de a notícia ter vazado para a imprensa. Lapola queria manter as conversações com Luxemburgo sob sigilo. Sabe que, se houver reviravolta e o treinador não for contratado, a torcida ficará furiosa. Afinal, o Palmeiras deixou escapar o preferido dos torcedores, Oswaldo de Oliveira.Nas conversas com Lapola, ficou acertado que Luxemburgo se limitará a fazer o trabalho de campo. Mustafá não quer nem ouvir falar em ?manager?, função que o treinador exercia no Parque São Jorge, onde tinha autonomia para fazer contratações. Agora, só cuidará do time, da escalação de jogadores e da indicação de reforços.Há pouco menos de uma semana, o presidente do Palmeiras esteve em Assunção para conversar com o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Nicolás Leoz. Lá, bateu papo com vários amigos cartolas e disse considerar Luxemburgo um ótimo treinador, o que "melhor sabe mudar uma partida no intervalo". Ressaltou, porém, que "ele transfere responsabilidade quando o time perde dois ou três jogos".Logo depois do anúncio oficial, Luxemburgo e a diretoria se reunirão para traçar os planos para a próxima temporada. O elenco vai se reapresentar no dia 3, na Academia de Futebol, e, em seguida, viaja para Águas de Lindóia, onde inicia a preparação para o Torneio Rio-São Paulo. A diretoria tenta contratar o atacante Rodrigo, do Botafogo-RJ, e o meia Adrianinho, da Ponte, mas, até agora, não conseguiu trazer nenhum reforço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.