Reprodução
Reprodução

Palmeiras anuncia oficialmente a contratação do técnico português Abel Ferreira

Treinador de 41 anos estava no comando da PAOK, da Grécia, e assinou acordo até o fim de 2022

Redação, Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2020 | 20h38

O Palmeiras anunciou oficialmente, no início da noite desta sexta-feira, a contratação do técnico Abel Ferreira, de 41 anos, que estava no PAOK, da Grécia, até o fim de 2022. Além Abel, também chegam os auxiliares Carlos Martinho e Vitor Castanheira, o analista de desempenho Tiago Costa e o responsável pela preparação física João Martins.

Abel Ferreira também acumula passagens pelo Sporting Braga e pelas categorias de base e time B do Sporting de Lisboa. Ainda não foi definida a data de apresentação do novo treinador, que vai substituir Vanderlei Luxemburgo, demitido há 15 dias.

Desde então, o Palmeiras foi dirigido pelo interino Andrey Lopes, o Cebola, e conquistou três vitórias, a última quinta-feira diante do Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Depois da demissão de Luxemburgo, muitos nomes foram especulados no Palmeiras. Estrangeiros eram os preferidos. O time alviverde chegou a enviar membros da sua diretoria ao Equador para fechar a contratação do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez, do Independiente del Valle. A exigência de assumir o trabalho somente após a eliminação do time equatoriano na Libertadores impediu a chegada do treinador.

A torcida palmeirense pediu a contratação de Gabriel Heinze, e foram noticiadas também intenções do Palmeiras em contar com os trabalhos dos também argentinos Sebastián Beccacece, do Racing, e Ariel Holan, da Universidad Católica. Por fim, a equipe alviverde seguiu a indicação por um técnico estrangeiro e acertou a vinda de Abel Ferreira.

NOVA GERAÇÃO

Uma das principais revelações da atual geração de jovens técnicos da Europa, Abel jogou como lateral-direito em quatro clubes portugueses antes de iniciar a carreira de treinador na equipe sub-19 do Sporting Lisboa-POR em 2011/2012, conquistando o título nacional da categoria já em sua primeira experiência no cargo.

Subiu para time B do Sporting na temporada 2013/2014 e foi contratado pelo Braga B em 2015. Dois anos depois, foi promovido a treinador da equipe principal do Braga e, logo na temporada de estreia na elite do Campeonato Português, em 2017/2018, levou o time à quarta posição com uma campanha recorde em pontos (75), gols (74) e vitórias (24) - tornou-se o técnico com maior percentagem de vitórias na história do clube (64%).

Depois de novamente alcançar a quarta colocação com o Braga, transferiu-se ao PAOK-GRE e obteve o vice-campeonato nacional em 2019/2020, garantindo vaga para a fase eliminatória da Liga dos Campeões da Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.