Palmeiras anuncia Picerni nesta 2ª

O Palmeiras vai oficializar nesta segunda-feira a contratação do técnico Jair Picerni. A sua contratação foi antecipada pela Agência Estado na sexta-feira. Neste domingo pela manhã os indícios do acerto entre o treinador e a diretoria do Parque Antártica já eram evidentes, pois o site oficial do clube anunciou a demissão de Levir Culpi, enquanto o Guarani, onde Picerni trabalhou até a semana passada, informou a contratação de Giba como novo comandante da equipe. A assinatura do contrato está prevista para esta segunda-feira.O novo treinador do Palmeiras, que deve receber cerca de R$ 100 mil para dirigir o time, concordou com as condições impostas pela diretoria do clube para assumir o cargo: a contratação do ex-volante Dudu como assistente-técnico e a manutenção de quase toda a comissão técnica. A princípio, o único profissional que acompanhará Picerni será o auxiliar de Dudu, Fred Smania, que trabalhou com o treinador durante sua passagem pelo São Caetano.A esperança da diretoria palmeirense é a de que Picerni faça pelo time o que fez pelo clube do ABC em 2000. Na ocasião, o São Caetano disputou a Segunda Divisão da Copa João Havelange, terminou como vice-campeão e ganhou o direito de disputar a fase final da competição contra as equipes do módulo principal. Sob o comando do novo treinador do Palmeiras, o time surpreendeu adversários como o Fluminense e o Grêmio, e chegou à decisão do título contra o Vasco, que foi o vencedor. Em 2001, o time foi novamente vice-campeão brasileiro, perdendo para o Atlético-PR.Picerni chega respaldado pelo bom trabalho no Guarani este ano. O técnico assumiu a equipe de Campinas no segundo semestre, após a derrota do São Caetano para o Olimpia, do Paraguai, na decisão da Taça Libertadores. Em menos de seis meses, o técnico transformou um grupo desmotivado por dois rebaixamentos (Campeonato Paulista 2001 e Torneio Rio-São Paulo 2002) em um time competitivo no Campeonato Brasileiro.Sonho - Aos 56 anos, o novo técnico do Palmeiras, Jair Picerni, vai realizar um grande sonho na carreira. A emoção de dirigir o Palmeiras, seu time de coração, o fez deixar o contrato que tinha com o Guarani até junho de 2003. Mas ele adotou a postura de não se pronunciar antes de ser confirmado pelo presidente do clube, Mustafá Contursi.Os amigos de Picerni garantem que ele não dormiu na última semana. Teria até abusado nas doses de uísque para se acalmar, mesmo com a recomendação médica de se afastar do álcool devido uma recente cirurgia de hérnia. Picerni é palmeirense doente, herança do pai, descendente de italianos e morador da Barra Funda. O nome Jair foi em homenagem ao craque Jair da Rosa Pinto, que reinou no Palestra Itália na década de 50.Picerni chegou a ser juvenil do alviverde, mas se profissionalizou no Nacional, também de São Paulo. Era o lateral-direito titular do histórico time pontepretano vice-campeão paulista de 1977, quando o Corinthians quebrou um jejum de 23 anos sem título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.