Palmeiras aposta em Tuta em Campinas

Em clima de revanche, o Palmeiras já aposta no retorno do atacante Tuta para derrotar a Ponte Preta sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, e apagar da memória dos jogadores a goleada de 5 a 1 sofrida na última vez em que as duas equipes se encontraram, ainda pela Copa João Havelange. No coletivo de hoje, Tuta, que está parado há quase dois meses por contusão na coxa, foi um dos destaques, mas nem por isso quer assumir a responsabilidade de redimir a equipe da má fase pela qual vem passando. No ano passado, a situação era semelhante. O Palmeiras não vinha bem na Copa Mercosul nem na Copa João Havelange até a chegada do jogador, que veio do Flamengo. Tuta tornou-se um ponto de referência para o ataque e deu estabilidade ao esquema tático armado por Marco Aurélio. Tuta ressaltou que ainda sente falta de ritmo de jogo e, por isso, alertou a torcida para não esperar muito de seu rendimento. ?Estou aqui para ajudar. Meu faro de gol continua o mesmo.? Durante o treinamento, ocorreram algumas jogadas mais violentas. Numa delas, Galeano, que foi novamente escalado como volante, deu um pontapé muito forte ao tentar desarmar o meia Lopes. Em outro lance, o volante Fernando segurou o atacante Adriano, que ndo este partia livre em direção ao gol. Na verdade, parecia que os jogadores já se sentiam em campo, diante da Ponte. Na última partida entre as duas equipes, os palmeirenses consideraram que os jogadores do time de Campinas partiram para o deboche, dando toques de lado e dribles excessivos. ?Por isso, esta partida terá um sabor especial para todos que jogaram naquele dia?, observou Fernando. Já o volante Magrão, disse não estar satisfeito com a reserva, apesar de garantir que respeita a opinião do treinador. ?Vou jogar o que sei durante os treinos para retornar o mais rápido possível?, destacou. O jogador de futebol de salão, Falcão, não foi observado hoje. Ele ficou correndo em volta do gramado. Amanhã o time reserva fará um jogo-treino contra o Santo André, do qual o jogador participará.?Poderei observá-lo sem me preocupar com a preparação da equipe?, disse Marco Aurélio. Sobre o caso Euller, o diretor de Futebol Américo Faria disse que está aguardando o jogador. Um amigo de Euller, que pediu para não ser identificado, disse que o jogador não aceita jogar no Vasco e no Palmeiras ao mesmo tempo e a tendência é que ele volte para São Paulo neste semestre. Com relação ao zagueiro Argel, que treina em separado, Faria disse que ainda não recebeu nenhuma proposta oficial para negociar o passe do jogador. Faria adiantou que um novo reforço deve ser anunciado amanhã, mas não quis revelar para qual posição. O atacante Juliano e o meia Neto, que estavam na reserva, tiveram o passe emprestado para o Coritiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.