Daneil Teixeira/Estadão
Daneil Teixeira/Estadão

Palmeiras aposta na força e retrospecto na arena para ser campeão

Equipe alviverde tem excelente desempenho em seus domínios

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

30 de outubro de 2015 | 07h00

Após quase um ano desde sua inauguração, o Allianz Parque receberá sua primeira volta olímpica. Nesta quinta-feira, o mando de jogo da decisão da Copa do Brasil foi sorteado e ficou decidido que o primeiro confronto do Palmeiras com o Santos será na Vila Belmiro, dia 25, e a finalíssima na arena, dia 2 de dezembro. Mais um motivo para o palmeirense se encher de confiança.

O Palmeiras tem um excelente retrospecto em casa. Foram 23 vitórias, quatro empates e cinco derrotas nesta temporada, o que dá um aproveitamento de 76,04%. Entretanto, nenhum dos jogos teve o mesmo peso que esse diante do Santos.

Além da força em seu território, outros dois pontos podem ajudar o lado verde da decisão. O gramado da arena deverá estar em excelentes condições, já que não está previsto nenhum grande evento no local até o dia da final. No jogo com o Flu, o campo tinham algumas falhas, por causa de sucessivos shows realizados nos últimos dias.

Tecnicamente, a equipe ganhará também dois importantes reforços: Cleiton Xavier estará de volta, possivelmente já neste domingo, enquanto Arouca se prepara e pode jogar até na primeira partida da decisão.

O desafio de Marcelo Oliveira será conseguir manter o elenco focado no Brasileiro até chegar a decisão. Antes do primeiro jogo da final, terá ainda que enfrentar Santos, Vasco, Atlético-PR e Cruzeiro. A ideia da comissão técnica é tentar escalar o que tem de melhor em todos os  jogos, já que a equipe ainda briga por uma vaga no G-4 do Brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFernando PrassFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.