José Luís da Conceição/AE
José Luís da Conceição/AE

Palmeiras aposta no entrosamento para vencer o Barueri

Muricy Ramalho prefere manter o time titular para a partida desta quinta-feira, em Presidente Prudente

DANIEL BATISTA, Agencia Estado

21 de janeiro de 2010 | 08h02

Enquanto rivais como Corinthians e São Paulo mudaram radicalmente a escalação da equipe para a segunda rodada do Paulistão, com a intenção de não sobrecarregar alguns jogadores no começo da temporada, o Palmeiras segue o caminho inverso e aposta na manutenção dos titulares para encarar o Barueri, nesta quinta-feira, a partir das 21 horas, no Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente. A ordem do técnico Muricy Ramalho é manter o bom ritmo da estreia, quando os palmeirenses golearam o Mogi Mirim por 5 a 1.

Veja também:

especial QUIZ - Você sabe tudo sobre o Paulistão?

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

Muricy quer que o zagueiro Léo e volante Márcio Araújo, dois recém-contratados, se entrosem o mais rápido possível com o resto da equipe. Assim, a única alteração em relação à partida contra o Mogi Mirim será a entrada do meia Deyvid Sacconi no lugar de William. Essa mudança já havia sido feito no intervalo do jogo de sábado, o que provocou um crescimento no rendimento do Palmeiras.

"Não tem surpresa. Não tem motivo para ficar mexendo muito. Temos de dar entrosamento ao time, já que tivemos algumas mudanças em relação ao time que terminou o Brasileiro", explicou Muricy.

Com essa postura, o Palmeiras espera tirar proveito em relação aos rivais. Como não tem muito tempo para treinar, já que a equipe joga duas vezes por semana, Muricy quer aproveitar os jogos para dar a sua cara ao time.

"A única maneira de diminuirmos as dificuldades da pré-temporada é apostando no entrosamento. Com isso você não corre errado, o que pode ser uma vantagem em relação aos demais", afirmou o treinador. "Estamos dando prioridade à qualidade técnica de quem vem. Melhoramos muito no passe."

Após a boa estreia contra o Mogi Mirim, o Palmeiras tenta mostrar que está pronto e é um dos favoritos ao título. "É o nosso primeiro jogo fora, precisamos saber como o time vai se portar", afirmou o volante Pierre. "O Palmeiras está carente de títulos, não estamos em condições favoráveis de priorizar uma competição. Este Paulista tem de ser a nossa Copa do Mundo."

Um dos jogadores mais motivados é Deyvid Sacconi. O meia, que desde que chegou ao Palmeiras em 2007 não conseguiu se firmar, espera aproveitar a oportunidade para garantir lugar no time titular. "Estou bem preparado. Treinei forte em Atibaia e me sinto mais do que pronto para ter essa chance", afirmou o jogador, que ganhou elogios do treinador. "O Deyvid entrou bem na última partida", disse Muricy.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato PaulistaPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.