Palmeiras apresenta últimos reforços: Cristiano e Caio

O Palmeiras realizou nesta segunda-feira pela manhã, em Águas de Lindóia (SP) - onde realiza sua pré-temporada, a apresentação de seus dois últimos reforços: o meio-campista Caio e o atacante Cristiano, ambos ex-Paraná. Os dois chegam com o sonho de se tornar ídolos e a promessa, no momento, de trabalhar para conquistar uma vaga no time titular. Cristiano chega respaldado por ótimos números. Jogando primeiro pelo J. Malucelli no Campeonato Paranaense e depois pelo Paraná no último Brasileirão, ele fez 19 gols - exatamente a mesma marca de Edmundo, artilheiro do Palmeiras em 2006. As boas atuações renderam duas propostas a Cristiano: uma do Konyaspor, da Turquia, e a outra do time alviverde. ?A proposta da Turquia era muito boa na parte financeira, mas vir para o Palmeiras era uma oportunidade que eu não podia deixar passar.? Por não ter treinado com bola com os demais jogadores, Cristiano calcula que só deva estrear no Paulistão na terceira ou quarta rodada. ?Quero ajudar o time com a minha velocidade e também fazendo gols. Venho para tentar suprir essa deficiência do Palmeiras?, avisa o jogador. Já Caio está treinando desde a semana passada e trava uma disputa acirrada com Willian por uma vaga no time titular do Palmeiras, que estréia quinta-feira no Paulistão, contra o Paulista, no Palestra Itália. ?É uma briga boa e cabe ao professor Caio Júnior decidir?, diz o ex-jogador de Barueri e Internacional. Do Sul, Caio traz o apelido de Raí. ?É pelo estilo de jogo e pela altura (1,86 m). Ser chamado de Raí é uma boa, claro, mas prefiro ser o Caio?, diz o jogador que, sem modéstia, fala de suas características: ?Gosto de vir de trás com a bola dominada, ?pedalar? e deixar meus companheiros na cara do gol.? A dúvida entre Caio e Willian é o único mistério da escalação palmeirense para o jogo contra o Paulista de Jundiaí. Nas demais posições, Caio Júnior já definiu: Marcos, Paulo Baier, Dininho, Edmílson e Michael; Pierre, Marcelo Costa, Wendel, Valdivia e Willian (Caio); Osmar. Willian estaria levando vantagem na disputa com Caio por dois motivos, segundo o técnico Caio Júnior: é canhoto, o que facilita a combinação de jogadas com o ala Michael, e tem melhor ?dinâmica de marcação.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.