Palmeiras arranca empate com Santos em clássico equilibrado

Jogando em casa, clube do Palestra Itália fica no 2 a 2 ao marcar gol aos 47 minutos do segundo tempo

19 de julho de 2007 | 22h45

O esperado equilíbrio no clássico desta quinta-feira se concretizou e confronto entre Palmeiras e Santos acabou empatado por 2 a 2, na noite desta quinta-feira, graças a um gol anotado aos 47 minutos do segundo tempo pelo volante Martinez - a bola bateu no santista Rodrigo Souto antes de entrar. Com o resultado no Palestra Itália, os palmeirenses acumulam agora cinco jogos invictos no Campeonato Brasileiro e ocupam o sexto posto na tabela com 19 pontos, quatro à frente dos rivais da Baixada Santista (na 15.ª colocação).Veja também: A classificação da Série A do BrasileirãoLembrando o confronto pelo Paulistão - empate por 3 a 3, no dia 4 de fevereiro -, Palmeiras e Santos iniciaram o duelo com muita movimentação. Caio Júnior bem que tentou repetir o bom desempenho da defesa nos últimos jogos ao mandar a campo três zagueiros - Dininho, Gustavo e Nen -, mas o primeiro gol santista saiu depois de uma falha do goleiro Diego Cavalieri.Aos 10 minutos, o lateral-esquerdo Kléber, que voltou ao time após ser campeão da Copa América pela seleção, arriscou de longe e o camisa 12 palmeirense foi enganado com o pique da bola no gramado. O ala está próximo de deixar a equipe da Vila Belmiro. O título do torneio continental despertou o interesse de equipe européias e o seu provável destino deve ser o alemão Bayern de Munique, onde está o ex-camisa 10 santista Zé Roberto.Em desvantagem, os anfitriões seguiram apostando nos rápidos contra-ataques puxados por Valdivia e Luiz Henrique, mas sempre eram barrados com faltas. E em uma delas chegaram ao empate. Paulo Sérgio levantou na área e o zagueiro Nen resvalou de cabeça. A bola ainda bateu no zagueiro Marcelo antes de entrar, mas o quarto árbitro e o juiz Sálvio Spinola Fagundes Filho confirmam gol para o defensor palmeirense.O Santos respondeu com a mesma moeda e quase voltou a marcar em jogada com velocidade de Rodrigo Tabata, quando o camisa 7 roubou a bola do volante Martinez e lançou Marcos Aurélio. Dentro da grande área, o atacante se livrou de um marcador e mandou no travessão. Antes do intervalo, porém, a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo voltou a ficar à frente. Numa falta na direita, Tabata levantou na área e Pedrinho, desmarcado, abaixou-se para cabecear e fazer o seu quarto no Brasileirão - ele é o artilheiro santista ao lado de Marcos Aurélio.Luxemburgo seguiu apostando nas enfiadas de Tabata e Pedrinho para Marcos Aurélio na segunda etapa, mas o atacante santista acabou parando nas mãos de Diego Cavalieri, que se redimiu do erro no chute de Kléber ao fazer duas grandes e importantes defesas. O comandante da equipe da Baixada Santista então apostou na estréia do atacante Kléber Pereira, que entrou no lugar de Tabata. Mas o novo centroavante pouco fez em campo.Já Caio Júnior tentou dar mais agilidade ao Palmeiras ao colocar Edmundo. O atacante de 36 anos, que ficou parado por quase quatro semanas por causa de uma lesão no tornozelo e não havia participado da reação do time nas rodadas anteriores, perdeu excelente oportunidade aos 35. Nos acréscimos, no entanto, os donos da casa arrancaram o empate. Após cruzamento da esquerda realizado por Wendel, Martinez desviou de cabeça. A bola bateu em Rodrigo Souto e acabou entrando na meta santista.Na próxima rodada do Brasileirão, o Palmeiras enfrenta o Paraná, adversário direto na luta pela zona de classificação da Copa Libertadores da América. A partida será realizada no domingo, no Estádio Durival de Britto e Silva, em Curitiba. No mesmo dia, o Santos recebeu o Figueirense na Vila Belmiro.PALMEIRAS 2 X 2 SANTOSPalmeiras - Diego Cavalieri, Nen, Gustavo e Dininho (Valmir); Paulo Sérgio (Wendel), Pierre, Martinez, Valdivia     e Leandro (Edmundo    ); Luís e Luiz Henrique. Técnico: Caio Júnior.Santos - Fábio Costa, Adailton, Domingos     e Marcelo; Alessandro, Rodrigo Souto    , Adriano    , Rodrigo Tabata (Kléber Pereira), Pedrinho (Vítor Júnior    ) e Kléber; Marcos Aurélio (Carlinhos). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.Árbitro - Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP).Gols - Kléber, aos 10min, Nen, aos 18min, e Pedrinho, aos 46 minutos do primeiro tempo; Martinez, aos 47min do segundo tempo.Público e renda - não disponível.Local - Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.