Palmeiras bate Flamengo-PI, mas não evita jogo da volta

O Palmeiras voltou a apresentar um futebol fraco, mas contou com a falta de qualidade do Flamengo-PI para vencer por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, na estreia pela Copa do Brasil, em partida realizada no Estádio Albertão, em Teresina. Com o resultado, o time alviverde precisará agora de um empate no Palestra Itália, dia 24, para avançar.

ANDRÉ RIGUE, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 00h27

Para eliminar o jogo de volta, o Palmeiras, campeão em 1998, precisava ter vencido por dois ou mais gols de diferença da equipe piauiense, na qual joga o veterano atacante Jardel, que entrou já nos acréscimos. Contudo, sem um bom jogador de frente, o time alviverde marcou apenas um gol, com Diego Souza.

Se avançar à segunda fase, o Palmeiras pegará quem passar do confronto entre Potyguar-RN e Paysandu - no primeiro jogo, no Rio Grande do Norte, os times empataram sem gols.

O principal desfalque do Palmeiras nesta quarta-feira foi o goleiro Marcos, que sentiu dores na coxa direita e foi cortado. Deola ganhou nova oportunidade. O técnico Muricy Ramalho colocou Deyvid Sacconi e Cleiton Xavier no meio-campo e formou o ataque novamente com Diego Souza e Robert.

O desempenho do time, porém, não foi bom no primeiro tempo. Robert foi figura apagada e pouco tocou na bola. Chutes a gol apenas nas finalizações de Sacconi. O meia teve uma boa oportunidade para balançar a rede aos 25 minutos, mas chutou para fora, após entrar livre na área.

Para complicar ainda mais, Figueroa sentiu uma indisposição e foi substituído por Armero aos 30 minutos. O colombiano entrou e voltou a cometer muitos erros.

O goleiro Deola não foi muito ameaçado. O Flamengo também teve problemas com seu setor ofensivo e só chegou por uma vez, em chute de longe em cobrança de falta de Luciano, aos 34 minutos.

No intervalo, Muricy foi seco ao resumir a atuação do Palmeiras. "Tínhamos de jogar um pouco mais, se movimentar mais. Não aproveitamos a defesa deles, que não é rápida", reclamou o treinador.

No segundo tempo, o técnico tentou de todas as formas dar mais velocidade ao Palmeiras. Tirou Sacconi e colocou Lenny. Mas o time não esteve num dia inspirado e precisou da habilidade de Diego Souza para vencer.

Aos 30 minutos da etapa final, Diego Souza recebeu passe na área, deu dois belos dribles no volante Binha e bateu fraco. O goleiro Herivélton falhou e viu a bola morrer no fundo das redes do Flamengo.

A torcida do Palmeiras no Albertão se empolgou. O time, porém, não conseguiu marcar o segundo gol e evitar o jogo da volta.

Ficha Técnica:

Flamengo-PI 0 x 1 Palmeiras

Flamengo-PI - Herivélton; Tote, Serginho, Marcelão e Wildinho; Binha, Erivan, Luciano (Zuza) e Antonio Carlos (Michel); Joniel e Leandro Porto (Jardel). Técnico: Valter Maranhão.

Palmeiras - Deola; Figueroa (Armero), Danilo, Edinho e Wendel; Márcio Araújo, Pierre, Deyvid Sacconi (Lenny) e Cleiton Xavier; Diego Souza e Robert (Souza). Técnico: Muricy Ramalho.

Gol - Diego Souza, aos 30 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Serginho, Luciano e Tote (Flamengo-PI); Diego Souza e Armero (Palmeiras).

Árbitro - Cláudio Mercante (PE).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Albertão, em Teresina (PI).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.