Palmeiras bate o Paulista por 4 a 2 no início do Estadual

O Palmeiras começou com o pé direito no Paulistão. Com o time um pouco travado por causa da pré-temporada e com a ajuda de jogar quase 75 minutos com um a mais em campo, a equipe do estreante Caio Júnior derrotou o Paulista por 4 a 2, nesta quinta-feira, no Estádio Palestra Itália. Com os três primeiros pontos, o clube alviverde espera um desempenho melhor no jogo contra o Rio Branco, no domingo, em Americana. A partida começou morna, mas teve sua temperatura muito aumentada a partir do oitavo minuto. Em uma bela tabela, Gílson fez o primeiro gol do Paulista e obrigou o Palmeiras a acordar para o jogo. Em dois lances de sorte, o time alviverde conseguiu a virada - num chute de longe de Dininho e numa tentativa de cruzamento de Paulo Baier que terminou num belo gol por cobertura. Um minuto depois da virada palmeirense, Gílson deu um carrinho por trás e foi expulso. A partir daí, a partida esfriou novamente e ficou em banho maria até o último minuto, quando o meia William acertou um belo chute de esquerda para fazer 3 a 1. "Deus é maravilhoso. Não pela vitória ou pelo meu gol, mas por eu poder jogar futebol novamente", vibrou o jogador, que teve que passar por uma cirurgia no coração e quase não pôde mais atuar, na saída para o intervalo. A emoção de William foi ainda maior no começo da segunda etapa ao marcar o quarto gol do Palmeiras, aos 19 minutos, aproveitando um rebote na área. Com 4 a 1 no placar e com muito espaço, os jogadores palmeirenses abusaram das finalizações erradas nos contra-ataques e ainda viram o Paulista diminuir, aos 37, com um belo gol de fora da área de Rodolfo. Ficha técnica Palmeiras 4 x 2 Paulista Palmeiras - Marcos; Pierre (Marquinho), Dininho e Edmílson; Paulo Baier, Wendel, Marcelo Costa, Valdívia, William (Caio) e Michael; Osmar (Beto). Técnico - Caio Júnior. Paulista - Victor; Marco Aurélio, Marcus Vinícius, Dema e Fábio Vidal (Rodolfo); Réver, Fábio Gomes, Diogo e Gláucio; Gílson (Fernando Diniz) e Victor Santana (Leandrinho). Técnico - Vágner Mancini. Gols - Gílson, aos oito, Dininho, aos 14, Paulo Baier, aos 16, e William, aos 46 minutos do primeiro tempo; William, aos 19, e Rodolfo, aos 37 minutos do segundo tempo. Árbitro - Rodrigo Braghetto. Cartões amarelos - Edmílson, Paulo Baier e Pierre (Palmeiras); Leandrinho, Diogo, Fábio Gomes e Victor (Paulista). Cartão vermelho - Gílson (Paulista). Renda - não divulgada. Público - 14.352 pagantes. Local: Estádio Palestra Itália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.