Felipe Oliveira/EC Bahia
Felipe Oliveira/EC Bahia

Palmeiras busca empate contra o Bahia, mas perde chance de encostar na ponta

Alviverde continua três pontos atrás do São Paulo com igualdade por 1 a 1 na Arena Fonte Nova, em Salvador

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2018 | 18h26

Bahia e Palmeiras empataram por 1 a 1, neste domingo, na Fonte Nova, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gilberto e Felipe Melo, um em cada tempo, marcaram os gols da partida. Com o resultado, o Palmeiras sobe para 47 pontos e permanece na terceira colocação, a três pontos de distância do líder São Paulo. O Bahia chega aos 29, quatro pontos acima da zona do rebaixamento. 

O resultado manteve a invencibilidade do clube paulista sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari na competição: seis vitórias e três empates. O treinador, aliás, não pode comandar o time do banco de reservas e foi substituído pelo auxiliar Paulo Turra. Expulso no clássico contra o Corinthians, Felipão teve de cumprir suspensão. 

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro o Palmeiras encara o Sport, domingo, na Ilha do Retiro. Antes, porém, o time de Luiz Felipe Scolari entra em campo contra o Colo Colo, quinta-feira, em Santiago (Chile), pela primeira partida das quartas de final da Copa Libertadores

O Bahia também entra em campo na quinta-feira, quando encara o Botafogo, na Fonte Nova, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Pelo Brasileirão, o time baiano joga como visitante na rodada seguinte: enfrenta o Vasco, segunda-feira, em São Januário. 

O JOGO

Bahia e Palmeiras fizeram um primeiro tempo com poucas oportunidades de gols, mas o time baiano mereceu a vantagem parcial: buscou mais o ataque nos primeiros minutos, teve duas chances reais de gols e, numa delas, saiu na frente.

A primeira oportunidade do Bahia aconteceu logo aos cinco minutos, com boa defesa de Weverton, após um chute de Gilberto dentro da área. Com a pressão baiana, o gol não demorou para sair, aos 17: Ramires driblou Felipe Melo na marca de pênalti e tocou para Gilberto, livre de marcação, chutar cruzado e acertar o canto esquerdo do goleiro palmeirense. Foi o sétimo gol do atacante neste Brasileirão. 

Após o gol o jogo, que já não era dos melhores, caiu. O Bahia recuou e deu campo para o Palmeiras jogar, mas o time paulista não reagiu. Com Lucas Limas e Hyoran atuando abaixo do normal e encontrando dificuldades de aproximação entre o meio-campo e o ataque, o Palmeiras não conseguiu criar uma única chance que levou perigo ao gol de Douglas Friedrich.

No segundo tempo o jogo ficou mais aberto. O Palmerias passou a buscar o empate com intensidade, principalmente após as entradas de Dudu e Willian, que deram mais velocidade ao ataque. Mesmo com espaço, o Bahia não conseguiu se organizar quando esteve no campo de ataque.

O gol de empate saiu aos 36 minutos, através de uma bola parada. Após cobrança de escanteio, Felipe Melo subiu mais que Douglas Grolli e acertou o canto direito de Douglas.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 x 1 PALMEIRAS

Gols: Gilberto, aos 17 minutos do 1º tempo; Felipe Melo, aos 32 minutos do 2º tempo. 

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton (Edson), Zé Rafael, Ramires e Élber (Marco Antônio); Gilberto (Júnior Brumado). Técnico: Enderson Moreira.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan (Antônio Carlos), Gustavo Gómez e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique (Dudu), Jean, Lucas Lima e Hyoran (Willian); Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari (Paulo Turra).

JUIZ: Heber Roberto Lopes.

CARTÕES AMARELOS: Elton; Lucas Lima, Bruno Henrique.

Público: 24.495 pagantes.

Renda: R$ 671.382,00.

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.