Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Palmeiras quer 'prêmio de consolação' após queda na Libertadores

Alviverde enfrenta o São Bernardo pelas quartas do Paulistão

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2016 | 07h00

A eliminação na Copa Libertadores ainda está na memória do torcedor do Palmeiras e deve levar um tempo para ser esquecida. Para acelerar o processo, nada melhor do que vencer nesta segunda-feira o São Bernardo, chegar à semifinal do Estadual e, então, encarar um rival de peso. Por isso, o time alviverde entra em campo às 21h, no Allianz Parque, em busca de uma grande vitória. Um triunfo que vire a página e sirva para projetar novos rumos ao time.

Com a queda na Libertadores, usar o Estadual como prêmio de consolação foi a forma encontrada pela comissão técnica para fazer com que a evolução demonstrada pelo time nos últimos jogos não seja jogada fora. Essa, inclusive, foi a tônica do discurso do técnico Cuca e a da diretoria com os atletas após o jogo de quinta-feira com o River Plate uruguaio.

A ordem é bola para frente. "Estou chateado, como todo palmeirense está chateado, com essa saída precoce, porém muito animado vendo o Palmeiras pegando corpo. O time já mostra uma organização diferente. Estou muito esperançoso de que o ano de 2016 seja tão feliz quanto o de 2015", disse o presidente Paulo Nobre.

Os jogadores absorveram o discurso. "A eliminação já foi. Na nossa cabeça, estamos há cinco jogos invictos, com quatro vitórias e um empate. A equipe vem em uma evolução considerável e nosso pensamento é o mais otimista possível em passar para a semi", garantiu o volante Gabriel.

Cuca tenta tirar proveito da situação e quer aproveitar o Estadual e o maior tempo livre de treinamentos para entrosar o time, fazer os ajustes que julgar necessários e colocar o plantel nos trilhos para o Campeonato Brasileiro.

A contrapartida é que uma eliminação diante do São Bernardo poderia causar uma pressão que não se viu após a eliminação na Libertadores, já que a situação na competição continental era muito mais complicada e o clube se despediu com uma contundente vitória por 4 a 0.

Em relação ao time, mais uma vez Cuca não quis dar pistas de quem vai jogar. A base deve ser a mesma que enfrentou o River Plate. As novidades devem ser a entrada de Gabriel Jesus e o retorno de Zé Roberto – resta saber se como titular ou no banco de reservas.

Dudu, que não conseguiu jogar na quinta-feira, também pode aparecer no time, já que teve mais tempo para treinar. Cleiton Xavier ainda não tem condições físicas de atuar 90 minutos, por isso, a chance maior é de iniciar no banco.

No São Bernardo, o time espera surpreender na arena com o técnico Sérgio Soares, que vive uma situação curiosa. Ele foi contratado na semana passada pelo Ceará, mas combinou de voltar ao time do ABC enquanto estiver na disputa do Campeonato Paulista. "O Água Santa era muito mais fraco, foi rebaixado, mas ganhou de quatro do Palmeiras".

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SÃO BERNARDO

PALMEIRAS (4-5-1): Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Matheus Sales, Robinho, Dudu e Gabriel Jesus; Alecsandro. Técnico: Cuca.

SÃO BERNARDO (4-4-2): Daniel; Eduardo, João Francisco, L. Castán e Magal; Marino, Fellipe Mateus, Cañete e Alyson; Tatá e Henan. Técnico: Sérgio Soares.

JUIZ - Vinicius Furlan.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

HORÁRIO - 21h.

Na TV - Pay-per-view.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.