Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Palmeiras, cada vez mais disciplinado

A torcida palmeirense não tem largado do pé dos seus jogadores. Mas de uma coisa não pode reclamar: o time já não leva tanto "cartão bobo" como antigamente. Para se ter uma idéia, o último cartão vermelho recebido por um jogador do Palmeiras foi há mais de dois meses - em 12 de agosto, o volante Magrão foi expulso após discutir com o meia Roger, do Fluminense. De lá para cá, passaram-se 12 jogos. E nenhum palmeirense recebeu cartão vermelho. No Brasileirão, só Goiás e Paysandu não têm um jogador expulso de campo há mais tempo que o Palmeiras."A explicação para isso é que já não fazemos mais faltas bobas na lateral do campo, como antigamente. Esse era um recurso que a gente tinha para ?matar? a jogada. Mas graças às orientações do professor Estevam, não temos cometido mais esse erro", explicou o volante Marcinho, jogador com fama e números de indisciplinado: só neste Campeonato Brasileiro, foram 11 amarelos e um vermelho - um recorde no elenco palmeirense.Mas isso, para Marcinho, é herança de um tempo já bem distante. "Há oito jogos eu não tomo nem amarelo. Isso é um recorde na minha carreira", revelou o volante, fazendo piada e rindo de si próprio. "Hoje, me controlo mais em campo. Eu era muito nervoso, costumava reclamar com os juízes, mas, ultimamente, não faço mais isso."Não é só Marcinho que tem se vigiado - todo o elenco palmeirense está tomando cuidado para não levar cartões. Há semanas o time está com uma média de mais de seis jogadores pendurados com dois amarelos - e que não levam o terceiro. Atualmente, estão ?pendurados? os zagueiros Daniel e Nen, o lateral-esquerdo Lúcio, o volante Alceu, o meia Elson e os atacantes Thiago Gentil e Osmar. Para o jogo de sábado, contra o Atlético Paranaense, no Palestra Itália, ninguém está suspenso.O time do Palmeiras anda mais "calminho", sim, mas, na média geral do Brasileirão, ainda ocupa um lugar intermediário na tabela dos mais indisciplinados: é o 11º dentre os 24 times do campeonato, com seis cartões vermelhos e 89 amarelos. O curioso é que cinco das seis expulsões ocorreram nos três primeiros meses de Estevam à frente da equipe (ele assumiu em maio) - ou seja, levou tempo para o técnico conseguir colocar os nervos da equipe no lugar. "Tento passar para o jogador que, se terminarmos as partidas sempre com 11 em campo, dificilmente saímos perdedores", disse Estevam.Outra curiosidade: o atleta mais disciplinado do Palmeiras (levou só dois amarelos em 14 partidas) é também o artilheiro do time no Brasileirão, com 11 gols: Osmar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.