Palmeiras: coletivo para Libertadores

Livre da ameaça de rebaixamento no Campeonato Paulista, o Palmeiras inicia nesta terça-feira um período de três semanas de intertemporada de preparação para o restante da Taça Libertadores e para o Campeonato Brasileiro. Serão exatas três semanas até o próximo jogo realmente importante para o clube, contra o Santo André, dia 19 de abril, pelo torneio continental. Neste meio tempo, além de ficar 16 dias concentrado em Itu, o time faz quatro ?coletivos de luxo?, cumprindo as quatro rodadas restantes do estadual. O primeiro deles nesta terça, às 20h30, no Estádio Palestra Itália, contra o União Barbarense."Esse período vai ser bom para entrosar o time. Vários jogadores não se conhecem direito, não sabem exatamente como é a movimentação do outro", diz o meia Cristian, que voltou a ser titular na vitória por 4 a 1 sobre o Marília, no sábado. "Foi a primeira vez que joguei o jogo inteiro com o Correia na lateral. Agora, nesse período em Itu, vou poder conversar mais com ele, falar como gosto de receber a bola."O time viaja na sexta-feira. Antes disso, nesta noite, tem a chance de melhorar a performance no Paulista e reduzir a desconfiança da torcida, que tem vaiado as apresentações palmeirenses. "É quase a mesma equipe do ano passado. Começamos bem o Paulista e depois caímos. Aí, quando renascemos, já era tarde. Todo mundo fica decepcionado, mas é importante terminar o melhor possível", diz o atacante Ricardinho, que voltou a marcar gols após jejum de cinco jogos.O técnico Candinho manterá o time que venceu o Marília. A única dúvida é Diego Souza, que não foi bem no sábado e, novamente, saiu muito vaiado pela torcida. "Vou conversar com ele. Se sentir que está confiante e com vontade, aí ele vai para o jogo. Mas posso deixá-lo de fora. É um menino novo, tudo isso atrapalha não só ele, mas os outros também", diz o treinador.Sobre as três semanas de treinos, duas delas em Itu, Candinho, que assumiu o Palmeiras já com o Paulista em andamento, mostra-se feliz e esperançoso de trabalhar com tranqüilidade e promover melhoras na equipe. Além de mais tempo para trabalhar, o Palmeiras terá reforços como a volta de Magrão e Pedrinho e a provável chegada de Juninho Paulista, que deve assinar nesta terça a rescisão de contrato com o Celtic, da Escócia, e viajar nos próximos dias para fechar com o Palmeiras."Minha expectativa é que contar com o Juninho nesse período de treinos. E quem sabe com mais algum reforço", diz Candinho. O volante Magrão, que contundiu a coxa durante os treinos da seleção em Teresópolis, recebeu o resultado da ressonância magnética e deve ficar mais dez dias afastado, voltando apenas para a Copa Libertadores ou na rodada final do Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.