Arquivo/AE
Arquivo/AE

Palmeiras comemora manutenção da invencibilidade

Para jogadores palmeirenses, o que importa é não perder e se classificar no Campeonato Paulista

AE, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 09h05

GUARATINGUETÁ - Os jogadores do Palmeiras usaram o discurso de que "o importante é não perder" para justificar a satisfação com o empate por 1 a 1 diante do Guaratinguetá, neste sábado, no Vale do Paraíba. Se a classificação para as semifinais ficou para ser confirmada na terça-feira, no Palestra Itália, contra o Bragantino, o time segue com a chance de ser campeão invicto, coisa que ninguém no Estado consegue desde o próprio Palmeiras, em 1972.

Veja também:

link Palmeiras empata com o Guará e adia vaga na semifinal

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Era uma final de campeonato para o Guaratinguetá e nós tínhamos alguns desfalques. Mas conseguimos um empate no segundo tempo e até tivemos chances para ter a virada", disse Diego Souza. "O importante foi que não perdemos."

O técnico Vanderlei Luxemburgo destacou o "poder de reação" da equipe no segundo tempo, lamentando a fraca atuação na etapa inicial, principalmente de Lenny, sacado no intervalo. "Ele estava muito nervoso, reclamando muito com o árbitro."

Luxemburgo explicou que, no segundo tempo, buscou uma forma de sair da marcação individual imposta pelo Guaratinguetá. "Recuei o Cleiton Xavier para volante, para termos uma melhor saída de bola. Infelizmente, não conseguimos a vitória", afirmou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.