Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras comemora vitória na raça e tenta manter os pés no chão

Palmeirenses não querem que proximidade do título tire a concentração

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2016 | 20h38

Os jogadores do Palmeiras deixaram o gramado do Allianz Parque depois de derrotar o Sport por 2 a 1, com um discurso bem ensaiado, após abrir seis pontos de vantagem para o vice-líder Flamengo - 67 x 61. A ordem é não deixar que a proximidade do título atrapalhe a concentração na sequência do Campeonato Brasileiro.

"Difícil da gente pensar, abrimos dois jogos ou três de diferença, dependendo do saldo de gols, mas é ter tranquilidade e manter o foco, deixa a euforia para o torcedor", disse o volante Jean.  

Já o meia Moisés, autor de uma bela assistência para o gol de Dudu, admitiu que o time não conseguiu ter uma boa atuação, mas compensou com muita vontade.

"Dá para falar que esse grupo é diferenciado, não fizemos um grande jogo tecnicamente, não estava dando certo, mas a luta superou tudo isso", analisou. 

Ao final da partida, Cuca reuniu os jogadores no meio do campo e pediu para que todos continuassem a manter o equilíbrio. "Ele falou para manter a humildade, pés no chão, jogo a jogo. O Sport fez grande jogo hoje. Sem oba-oba. O título está próximo, a cada vitória estamos mais perto da pontuação que nos dará o título", contou Moisés.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.