Palmeiras completa 99 anos e dá pontapé inicial para o centenário

Nesta segunda, 26 de agosto, operários da nova arena cantam parabéns para o clube com direito a bolo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2013 | 07h28

SÃO PAULO - Ao completar 99 anos nesta segunda-feira, o Palmeiras começa um período de grande expectativa para sua torcida. Até comemorar o centenário, daqui a um ano, os próximos meses serão marcados pela ansiedade por terminar a construção do novo estádio e, também, por uma era de novidades na gestão. O foco da diretoria é aproveitar o momento festivo para alavancar ações de sócio-torcedor e dar continuidade à reestruturação do elenco de futebol.

Dois eventos nesta segunda, 26 de agosto, marcam o início dos festejos pré-centenário. Pela manhã, os operários da obra da nova Arena, acompanhados pelo ex-atacante César Maluco, vão fazer o rito tradicional de festa de aniversário, ao cantar "Parabéns pra você" e cortar o bolo. Na ocasião, também será inaugurado um relógio em frente ao estádio com a contagem regressiva para o 26 de agosto de 2014. À noite, um jantar de gala com a presença de 780 convidados encerra o 99º aniversário.

Para os próximos dias, o Palmeiras deve começar a divulgar as ações, eventos e promoções comemorativas da chegada do 100º ano de sua história. "Muitos produtos alusivos à data serão comercializados, o torcedor vive esse período de forma ainda mais apaixonada, o que reflete no aumento do consumo de tudo que se refere ao clube. Aproveitaremos o momento para alavancar o plano de sócio-torcedor", disse o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre. "Já sentimos no mercado que o interesse das empresas é maior em associar sua marca a um clube durante esse momento."

Em visita ao Estado há cerca de um mês o dirigente afirmou que estudava como oferecer aos palmeirenses mais vantagens para se tornar sócio-torcedores, como parcerias com outros estabelecimentos, por exemplo. Desfrutar do embalo festivo é a oportunidade para dar prosseguimento à missão de reestruturar do Palmeiras, compromisso assumido pela atual diretoria, encabeçada por Nobre e pelo diretor-executivo José Carlos Brunoro. A dupla foi empossada no começo deste ano com as metas de recuperar a finanças, cortar gastos desnecessários e montar um elenco competitivo.

RESULTADOS

A atual fase do trabalho já trouxe resultados. O pacote de reforços para a temporada deu nova cara ao time, que lidera a Série B e está a um empate das quartas de final da Copa do Brasil. Se mantiver o desempenho, a equipe do técnico Gilson Kleina deve garantir o retorno à Série A e a tendência é que para 2014 a base permaneça, apenas com a chegada de contratações pontuais. Ao contrário de 2013, no ano que vem não deve ser montado um novo elenco.

Também de olho no futuro, outra grande mudança para o centenário será na formação de talentos, como já garantiu o presidente. As categorias de base vão receber atenção especial e o objetivo é não ter mais nelas jogadores que tenham vínculos com empresários. Mais do que comemorar a data ou inaugurar o novo estádio, a grande preocupação do Palmeiras desta segunda até o dia do aniversário de 100 anos é que o período de expectativa deixe um legado. "Quando um clube do tamanho do Palmeiras faz 100 anos, qualquer outro fator é secundário. Contudo, não podemos desperdiçar essa oportunidade", afirmou Paulo Nobre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.