Palmeiras confia na experiência para vencer a Portuguesa

Time de Palestra Itália busca a vitória para ficar mais perto da classificação no Paulistão

Juliano Costa, Jornal da Tarde

25 de março de 2008 | 19h34

Para tirar o Palmeiras de um jejum de oito anos sem títulos importantes, o técnico Vanderlei Luxemburgo reuniu uma turma de campeões. A base palmeirense, nesta temporada, é repleta de jogadores que já conquistaram ao menos um título na carreira. Só os pratas da casa (David, Wendel e Valmir) e os reservas Makelele e Jorge Preá nunca tiveram o gostinho de gritar "é campeão". Veja também: Confira as chances de classificação dos clubes no Paulistão Portuguesa teme Valdivia e a torcida palmeirense Classificação Calendário e Resultados Com exceção deles, todos figurantes no elenco, só tem gente experiente a serviço de Luxemburgo. Jogadores rodados como Elder Granja, Leandro, Léo Lima e Alex Mineiro são os pilares de um time que não perde há 10 jogos e que no jogo desta quarta-feira, contra a Portuguesa, a partir das 21h45 (com acompanhamento do estadao.com.br), no Palestra Itália, vai tentar se aproximar ainda mais da classificação às semifinais do Paulistão. Ninguém no Palmeiras tem dúvida de que esta é a equipe mais experiente e mais forte montada desde a época da Parmalat, encerrada com as conquistas da Libertadores de 99 e da Copa dos Campeões de 2000. "Reforços se somaram à base do ano passado. Temos agora um time experiente e que ganhou entrosamento durante o campeonato", disse o zagueiro Gustavo, campeão goiano em 2003 (pelo Goiás) e paranaense em 2006 (pelo Paraná). Em campo, essa experiência do time foi percebida nas recentes viradas contra Bragantino, Ponte Preta e São Paulo. No Paulistão do ano passado, comandado pelo técnico Caio Júnior, o Palmeiras só virou um jogo. "O time não se afeta mais em campo. Antigamente, tomávamos um gol e faltava confiança e tranq PalmeirasMarcos; Elder Granja, David, Gustavo e Leandro; Pierre, Léo Lima, Diego Souza e Valdivia; Denilson e Alex MineiroTécnico: Vanderlei LuxemburgoPortuguesaAndré Luiz; Patrício, Marco Aurélio, Halisson e Bruno Recife; Dias, Erick, Carlos Alberto e Ramon; Vaguinho e RogérioTécnico: Vagner BenazziÁrbitro: José Henrique de CarvalhoEstádio: Palestra Itália, em São PauloHorário: 21h45TV: Pay-per-viewüilidade para virar o resultado", admitiu o lateral-esquerdo Leandro. Do time considerado titular por Luxemburgo, há dois desfalques no jogo desta quarta-feira: o zagueiro Henrique, que está com a seleção brasileira na Inglaterra, e o atacante Kléber, suspenso por três jogos pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Mas Luxemburgo já definiu os substitutos. David entra na zaga e Denílson ocupa a vaga de Kléber. Com isso, o time fica com três armadores: Valdivia, Diego Souza e Denílson. Os três vão jogar soltos, sem posição fixa, flutuando pelo campo. E Alex Mineiro ficará como referência na área. Como mostra agora, com as entradas de David e Denílson, a força do banco de reservas é outro fator destacado por Luxemburgo para explicar a boa fase. "Nosso elenco é forte. E cada jogador que entra em campo já sabe onde estará o companheiro. Isso é entrosamento", disse Gustavo.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasPortuguesaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.