Palmeiras aguarda rescisão com Fla para anunciar Alecsandro

Negócio deve ser sacramentado nesta quinta-feira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2015 | 18h03

O atacante Alecsandro fez nesta quarta-feira o primeiro treinamento com os novos companheiros de Palmeiras, mas aguarda detalhes burocráticos para ser oficializado como reforço. Ele aguarda a rescisão com o Flamengo ser sacramentada, algo que deve acontecer nesta quinta-feira, para que seu contrato válido por um ano e meio com o Alviverde entre em vigor e ele pode ser confirmado como o 22º reforço na temporada. 

O acordo não tem como ser desfeito. O Flamengo já aceitou liberar o jogador, tanto que ele treinou nesta quarta-feira no Palmeiras, mas ainda existe essa pendência burocrática. Por causa da demora na rescisão contratual, diminuem, mas ainda existem chances dele conseguir ser regularizado para poder enfrentar o Fluminense, domingo, no Allianz Parque.

Como estava atuando normalmente pelo Flamengo, o jogador está bem fisicamente e não precisará passar por nenhum time de recondicionamento físico. Caso não consiga ser regularizado para o jogo de domingo, sua estreia pelo Palmeiras fica para o domingo que vem, diante do Grêmio, na Arena Grêmio. 

Ele chega com a missão de ser o goleador da equipe. Nos últimos jogos, a falta de finalização da equipe fez com que muitas críticas fossem feitas aos elenco e a derrota por 2 a 1 para o Figueirense acabou culminando na demissão do técnico Oswaldo de Oliveira.

Alecsandro foi revelado pelo Vitória e teve passagens pelo Sport, Ponte Preta, Cruzeiro, Sporting-POR, Al Wahda-EAU, Internacional, Vasco, Atlético-MG e Flamengo. Ganhou ainda os seguintes títulos: Campeonato Baiano pelo Vitória (2002, 2003 e 2005); Campeonato Mineiro pelo Cruzeiro (2006); Taça de Portugal pelo Sporting (2006/07 e 2007/08); Campeonato Gaúcho (2009), Copa Suruga Bank (2009) e Copa Libertadores (2010) todos pelo Inter; Copa do Brasil pelo Vasco (2011), Mineiro e Libertadores pelo Atlético-MG (ambos em 2013) e Carioca (2014). 

O atacante ainda é irmão do volante Richarlyson, que atua na Chapecoense e ficou conhecido por sua passagem pelo São Paulo, e filho do ex-ponta direita Lela, que fez sucesso pelo Coritiba na década de 80.

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado da BolaPalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.