César Greco / Ag. Palmeiras
César Greco / Ag. Palmeiras

Palmeiras consegue efeito suspensivo e Rony pode jogar clássico contra o Corinthians

Atacante estava suspenso por dois meses por supostas irregularidades quando deixou o futebol japonês

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2020 | 12h58
Atualizado 22 de julho de 2020 | 13h14

O atacante Rony, do Palmeiras, foi liberado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) e poderá disputar o clássico contra o Corinthians, nesta quarta-feira. Em seu perfil do Twitter, André Sica, advogado do clube alviverde, divulgou a liberação do jogador. 

“Acabamos de receber a decisão do CAS. Efeito suspensivo concedido! Rony liberado para jogar contra o Corinthians e até decisão final do tribunal arbitral!”, escreveu Sica, que acrescentou: “Foi uma semana intensa de trabalho, mas que certamente foi recompensada por essa grande notícia ao torcedor palmeirense”.

Apesar da incerteza sobre a presença de Rony no clássico, o Palmeiras se adiantou à decisão do CAS e já contava com Rony na lista de relacionados para o Dérbi. Desde a volta dos treinamentos na Academia de Futebol, o atacante treinava com o elenco principal e, provavelmente, estará dentre os titulares de Vanderlei Luxemburgo para o confronto.

No início do mês, a Fifa suspendeu atuações do atacante por quatro meses e o condenou a pagar uma multa superior a 1 milhão de dólares (R$ 6 milhões), mais o acréscimo de 5% de juros sobre março de 2019, que faria com que o valor da punição se aproximasse dos R$ 10 milhões.

O imbróglio surgiu em 2017, a partir de uma negociação entre o Albirex Niigata, do Japão, e o Cruzeiro. O jogador afirmava não reconhecer uma cláusula de compra obrigatória dos japoneses, após um ano de empréstimo, e foi acusado de abandono de emprego.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.