Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras consegue liberação para jogar finalíssima do Paulistão domingo, no Allianz Parque

Leila Pereira, presidente do clube alviverde, costurou o acordo com o CEO da WTorre, Luis Davantel

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2022 | 14h23

A novela envolvendo a escolha da data do segundo jogo da final do Campeonato Paulista foi, enfim, encerrada. O Palmeiras conseguiu a liberação com a WTorre e mandará a finalíssima diante do São Paulo no Allianz Parque, domingo, dia 3. O jogo que definirá o campeão estadual será disputado às 16 horas.

Segundo o clube, o acordo que permite a realização da partida decisiva na arena palmeirense foi negociado pessoalmente pela presidente Leila Pereira com Luis Davantel, CEO da WTorre,  responsável pela construção do Allianz Parque e dona dos direitos de exploração do local.

"Trabalhamos intensamente para que o nosso direito fosse respeitado. Nunca vamos nos sujeitar à pressão de terceiros", afirmou a mandatária. Ela havia respondido a Julio Casares, presidente do São Paulo, que não abriria mão de o time alviverde decidir o título estadual em casa, depois que o mandatário são-paulino havia dito que o regulamento deveria ser respeitado e falado em "desequilíbrio técnico e fisiológico".

"Se quisermos melhorar o futebol brasileiro e criar uma liga forte, precisamos de união entre os clubes. Não podemos mais aceitar que os nossos dirigentes continuem a adotar posturas individualistas", rebateu a presidente do Palmeiras.

O Palmeiras queria que o segundo jogo da decisão fosse no sábado para que houvesse tempo hábil para decidir o título paulista no Allianz Parque. Cabe explicar: o estádio receberá o show da banda Maroon 5 terça-feira, dia 5. Mesmo sem a antecipação da data, a arena poderá ser palco do jogo e do evento musical.

Houve uma reunião na manhã desta segunda-feira na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF) com representantes dos clubes e da Record, emissora detentora dos direitos de transmissão, para definir as as datas, horários e locais das finais. Inicialmente os dirigentes não chegaram a um consenso. Depois, o Palmeiras conversou com a WTorre e conseguiu a liberação para jogar em seu estádio no domingo.

O Palmeiras é o único invicto e ostenta a melhor campanha geral do Paulistão, o que lhe deu a vantagem de decidir em casa todos os confrontos do mata-mata do torneio.

A primeira partida está agendada para quarta-feira, às 21h40, no Morumbi. A final do Paulistão voltará a ter público nos estádios após dois anos. A pandemia de covid-19 afastou os torcedores das arquibancadas nas decisões de 2020 e 2021. O Palmeiras jogará a sua terceira final seguida do torneio e o São Paulo, o atual campeão, a segunda.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.