Palmeiras contrata Henrique; Denilson também pode fechar

Traffic, enfim, acerta o pagamento ao Coritiba e zagueiro deve se apresentar nos próximos dias

Cosme Rímoli, Jornal da Tarde

29 de janeiro de 2008 | 09h29

O Palmeiras conseguiu finalmente fechar a sua sétima contratação de 2007. A Traffic acertou nesta segunda-feira o pagamento ao Coritiba, e Henrique, que vinha realizando treinos físicos numa academia próxima ao Palestra Itália, já pode ser considerado como novo atleta de Vanderlei Luxemburgo. O treinador pediu a sua contratação porque vê um enorme potencial no jogador, um dos destaques do time paranaense na conquista do título da Série B. O impasse foi grande, porque ex-dirigentes do Coritiba tinham parte dos direitos econômicos sobre o jogador e havia pendências judiciais a resolver. O acordo aconteceu no fim da tarde, e não houve tempo para a diretoria apresentar formalmente o jogador. A atração no coletivo desta segunda-feira foi o atacante Denilson, ex-São Paulo, que formou o ataque do time reserva com Lenny. Ele se mostra vez mais à vontade na equipe, na qual já havia treinado durante o ano passado, mas a diretoria afirma que não está negociando para contratar o jogador - que oficialmente apenas mantém a forma na Academia de Futebol. "O Denilson é um grande jogador, tem história até na seleção brasileira. Mas ainda não começamos qualquer negociação com ele", diz o gerente de futebol, Toninho Cecílio. Em conversas com amigos, o atacante, que atuou nos Estados Unidos em 2007, tem deixado claro que quer jogar pelo Palmeiras. Ele sabe que não ganhará salário tão alto como poderia receber na Europa, mas ele alega que quer voltar a atuar no Brasil. Aos dirigentes do Palmeiras, Luxemburgo já antecipou que o clube pode confiar que, com ele, Denilson não criará problemas disciplinares. A diretoria também nega o interesse da Fiorentina na contratação do volante Martinez. Segundo a imprensa italiana, um funcionário do clube esteve em Barueri no sábado, para acompanhar o jogo contra o Mirassol, e a proposta giraria em torno de 3,5 milhões de euros. O jogador também desmente qualquer oferta.

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.