Palmeiras corre para manter Nenê

Temendo perder o atacante Nenê para o Campeonato Brasileiro, a diretoria do Palmeiras já iniciou entendimentos para a renovação de seu empréstimo com o Jundiaí. Na segunda-feira, o presidente Mustafá Contursi anunciou em reunião com conselheiros que o clube quer ampliar o vínculo com o jogador, que termina no próximo dia 31, até a metade do ano que vem. Paralelamente, em reuniões entre diretores do Palmeiras e Nenê Cardoso, procurador do jogador, está sendo negociado um reajuste salarial para o atacante, que atualmente recebe R$ 7 mil por mês."Minha prioridade é permanecer no Palmeiras. Gostaria até que não fosse reemprestado e sim, contratado em definitivo. Mas essa é uma questão à qual não tenho acesso e, por isso, procuro não me envolver", disse Nenê nesta quarta-feira.Diretores do Palmeiras foram alertados de que três grandes clubes brasileiros teriam interesse no atacante. O clube do Parque Antártica pagou R$ 150 mil ao Jundiaí pelo seu empréstimo por três meses.Nenê afirmou que a adaptação rápida ao Parque Antártica vai pesar na definição de seu futuro, além da confiança depositada pelo treinador Vanderlei Luxemburgo. "Me sinto muito à vontade aqui. Estou em um clube em que as chances de ganhar títulos são muito grandes. O sucesso chegou muito mais rápido do que eu esperava."O atacante tem evitado falar sobre o assunto para não tumultuar as negociações. Ele garantiu desconhecer até o valor de seu passe. "Sinceramente, eu não saberia te falar. Não sei nem mesmo se está estipulado em reais ou dólares."Nesta quarta-feira, o jogador preferiu falar sobre a dificuldade em controlar a ansiedade, diante do bom futebol mostrado na Copa dos Campeões e nos amistosos preparatórios para a competição. Em oito partidas, marcou quatro gols pelo Palmeiras. "Não é fácil entrar em campo e vestir a camisa de um clube grande. Mas não posso lembrar disso quando estou jogando, senão perco a concentração."Indicado por Luxemburgo desde o início do ano, Nenê não vê defeitos no treinador. "Ele fala sempre para o bem do grupo. Muitas pessoas o consideram chato, mas ele treina pensando em títulos. Tenho muito a aprender com ele. Conseguiu dar padrão de jogo a uma equipe em formação."Os jogadores se reapresentam nesta quinta-feira na Academia de Futebol. O volante Flávio, que estava emprestado ao Atlético-PR, deve ser a novidade em relação ao elenco que disputou a Copa dos Campeões. A situação do paraguaio Arce está indefinida. O lateral, cujo contrato termina no dia 10 e recebe R$ 100 mil por mês, anunciou que não quer deixar o Palmeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.