Palmeiras dá uma chance aos reservas

A torcida pode esperar empenho, mas não entrosamento, do Palmeiras que entrará em campo neste sábado, às 16 horas, no Palestra Itália, pela última partida da primeira fase da Série B do Campeonato Brasileiro. Entre contundidos (Magrão, Pedrinho e Alceu), suspensos (Baiano, Lúcio, Daniel, Vágner e Elson) e poupados (Marcinho e Marcos), oito titulares e dois reservas estão fora da partida que é encarada pelos reservas como uma grande chance de mostrar serviço. Mesmo porque, o time já está classificado e tem a primeira colocação praticamente garantida.Um dos mais animados pela oportunidade é o atacante André, que começa como titular pela primeira vez. O jogador, que chegou durante o campeonato, diz que está totalmente recuperado da contusão no joelho e dispõe de 100% da sua capacidade física e técnica. Mesmo assim, não quer encarar a partida como sua "grande chance" no Palmeiras. "Prefiro não criar esta expectativa para não atrapalhar. Vou entrar em campo para fazer o que sei: gols."O atacante Muñoz acredita que a maior dificuldade do time será o entrosamento. "Acho que será uma partida onde vamos tentar jogar mais na base da qualidade individual", afirmou. Para o jogador, a partida serve para mostrar trabalho ao técnico Jair Picerni. Assim como ele, o lateral-direito Daniel e o goleiro Sérgio aproveitam a oportunidade para conseguir espaço no clube. Apesar de escalar três atacantes (Muñoz, André e Edmílson), o técnico Jair Picerni diz que o esquema 4-4-2 será mantido. "O Edmílson joga praticamente como um meia", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.