Palmeiras define técnico no domingo

A definição do novo treinador do Palmeiras ficou para domingo. Segundo o diretor de futebol do clube, Sebastião Lapola, esse foi um pedido do presidente Mustafá Contursi, que está conduzindo pessoalmente as negociações. O favorito ao cargo continua sendo o técnico Jair Picerni, que comandou o Guarani no Campeonato Brasileiro. Porém outros nomes não estão descartados, como o de Renê Simões e até mesmo a permanência de Levir Culpi, hipótese considerada a menos provável.Apontado como a bola da vez, Picerni preferiu se refugiar no Guarujá, na Baixada Santista, mas já teria confidenciado a amigos que a proposta para assumir o time do Parque Antártica é irrecusável. O Palmeiras estaria oferecendo R$ 100 mil por mês ao técnico, cerca de R$ 40 mil a mais do que ele recebe, atualmente, no Guarani.O valor é o mesmo que foi oferecido a Picerni pelo Cruzeiro no início do semestre. O treinador, porém, recusou a proposta porque já havia assinado contrato com o clube de Campinas, o qual previa multa em caso de rescisão. Picerni recebeu R$ 160 mil a título de luvas por um ano de contrato, que termina em junho. Caso deixe o Guarani agora terá de reembolsar R$ 80 mil ao clube campineiro.O Palmeiras definiu nesta sexta-feira a situação de dois atletas: os volantes Magrão e Claudecir, que estavam emprestados ao São Caetano. Os dois devem se reapresentar no Palmeiras dia 2 de janeiro, com o restante do elenco. A única coisa que pode impedir um retorno é uma proposta de transferência para o exterior.As chances de Magrão nesse sentido são pequenas. O jogador foi procurado por dois clubes europeus mas a contratação ficou difícil porque o jogador não tem condições de obter passaporte comunitário. No caso de Claudecir, o interesse é do Cerezo Osaka, do Japão, embora a possibilidade mais provável continue sendo mesmo o retorno ao Palmeiras.Além da dupla, o clube ainda tem 35 outros atletas emprestados que devem retornar ao Parque Antártica. Porém o aproveitamento ou não dos profissionais será definido pelo novo treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.