Palmeiras derrota o Flamengo com gol de Sandro Silva

Alviverde sobe para o quinto lugar e se torna o time com o melhor aproveitamento dentro de casa no Brasileirão

André Rigue, estadao.com.br

30 de julho de 2008 | 23h46

O Palmeiras mais uma vez fez sua lição de casa. Na noite desta quarta-feira, o clube derrotou o Flamengo no Palestra Itália por 1 a 0, com gol do volante Sandro Silva. O resultado deixou o alviverde com 28 pontos, em quinto lugar no Campeoanto Brasileiro, justamente atrás dos rubro-negros, que levam vantagem no saldo de gols - 12 contra 8.   Veja também:  Resultados e classificação do Brasileirão  Luxa dispara: 'Se o Valdivia está bravo, que saia'    Ouça o gol de Sandro Silva pela Eldorado/ESPN   Bate-Pronto: Acabaram as magias de Valdivia?   Palmeiras terá time misto na Copa Sul-Americana    Com a vitória, o Palmeiras se tornou o time com a melhor campanha dentro de casa - em oito jogos, ganhou sete e empatou um, o que dá um aproveitamento de 87,5%. Já o Flamengo, de Caio Júnior, que retornou ao Palestra Itália, continua sua queda dentro do Brasileirão - completou o quinto jogo sem vitória.   O duelo desta quarta-feira começou com muita festa no Palestra Itália. O técnico Vanderlei Luxemburgo recebeu das mãos do goleiro Marcos uma placa comemorativa pelos 300 jogos no comando do alviverde. "Fico muito orgulhoso por alcançar a marca. No Palmeiras, conquistamos muitos títulos", disse o emocionado treinador.   Empolgados, os palmeirenses começaram no ataque. Logo aos 5 minutos, o chileno Valdivia fez belo lançamento para Leandro. O lateral cruzou com perfeição na cabeça de Alex Mineiro. Mas o atacante, um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro, não conseguiu mandar para o fundo das redes de Bruno.   Nos primeiros quinze minutos, o Palmeiras insistiu nas jogadas aéreas. Bolas alçadas pelos laterais Leandro e Élder Granja eram um veneno na área flamenguista. A zaga carioca, com Fábio Luciano e Dininho (este entrou na vaga de Ronaldo Angelim, machucado logo no início do jogo), sofria para acertar o posicionamento.   A melhor chance de gol do Palmeiras aconteceu aos 18 minutos. O meia Diego Souza recebeu passe, ajeitou a bola na entrada da área e soltou uma verdadeira bomba. Muitos torcedores levantaram na arquibancada para gritar gol, mas Bruno conseguiu buscar a bola no ângulo esquerdo.   Depois dos sustos, o Flamengo equilibrou o jogo e por pouco não inaugurou o marcador. Aos 33 minutos, a zaga palmeirense falhou ao deixar Jaílton sair na cara de Marcos. O jogador teve tempo de levantar a cabeça e bater cruzado. Porém, a bola apenas "tirou tinta" da trave esquerda.   DONO DA FESTA Em seu jogo festivo, Luxemburgo não queria amargar um resultado negativo. Nos vestiários, o treinador cobrou melhor postura dos jogadores, principalmente de Valdivia, que neste Brasileirão ainda não conseguiu apresentar o mesmo rendimento do Campeonato Paulista. E o chileno decidiu chamar a responsab  Palmeiras 1 Marcos; Élder Granja, Jéci, Gladstone     e Leandro; Sandro Silva, Jumar, Diego Souza (Léo Lima    ) e Valdivia     (Maicosuel); Kléber e Alex Mineiro (Denilson) Técnico: Vanderlei Luxemburgo  Flamengo 0 Bruno; Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim (Dininho    ) e Juan; Jaílton, Cristian, Toró (Airton) e Ibson; Diego Tardeli e Obina (Maxi) Técnico: Caio Júnior Gols: Sandro Silva, aos 5 minutos do segundo tempoÁrbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS/Fifa)Renda: R$ 780.035,00Público: 26.854 torcedoresEstádio: Palestra Itália, em São Pauloilidade na etapa final.   Depois de perder um gol logo no início do segundo tempo, o chileno deu lindo passe para Sandro Silva, aos cinco minutos. O volante entrou na área e encheu o pé, mandando no ângulo de Bruno. Foi o primeiro gol de Sandro Silva com a camisa alviverde, para a festa dos torcedores e de Luxemburgo à beira do campo.   O Flamengo sentiu o golpe e só conseguiu atacar aos 23 minutos. Léo Moura bateu forte, a bola desviou na defesa e Marcos espalmou. Caio Júnior se desesperou com a chance perdida e decidiu trocar Obina pelo argentino Maxi. O Flamengo, no entanto, não melhorou e sucumbiu no Palestra Itália.   O Palmeiras ainda teve a chance de ampliar aos 35 minutos, com o atacante Kléber, que invadiu a área e chutou travado, na rede pelo lado de fora. O placar ficou no 1 a 0. Mesmo assim, o resultado aumentou o ânimo dos jogadores para o próximo compromisso, contra o Ipatinga, domingo, em Minas Gerais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.