Palmeiras derrota Paysandu por 5 a 3

O Palmeiras deu um susto na sua torcida, na noite desta quarta-feira, no Estádio Palestra Itália. Chegou a estar perdendo no segundo tempo para o lanterna Paysandu, por 2 a 1, mas conseguiu importante vitória por 5 a 3, graças a Pedrinho ? autor de três assistências. O time de Emerson Leão alcança 49 pontos, enquanto a equipe de Belém segue com 26, na última colocação do Campeonato Brasileiro.No primeiro tempo, o Palmeiras só teve dez minutos de bom futebol. Com rapidez e chutes longos, pressionou o Paysandu. Mas, aos poucos, o ritmo diminuiu. Juninho e Diego Souza não pegavam mais na bola. E o mal desempenho fez a torcida pedir a entrada de Pedrinho já aos 33 minutos.Mas se o ataque não tinha boa produção, a defesa estava segura, com o bom trabalho de marcação de Correa e Marcinho Guerreiro. Aliás, foi numa jogada individual de Marcinho Guerreiro que o Palmeiras abriu o placar. O volante invadiu a área e chutou. Alexandre Fávaro fez defesa parcial e Gioino pegou o rebote: 1 a 0, aos 42 minutos.Cinco minutos depois, o Paysandu aproveitou uma bobeira da defesa palmeirense e empatou o jogo. Robson puxou a marcação e só rolou para Rodrigo chutar forte.Além de dar uma bronca no time no vestiário, Leão ouviu os apelos da torcida e colocou Pedrinho no lugar do apagado Diego Souza. Mas o Paysandu surpreendeu de novo. O canhoto Luís Augusto bateu de pé direito e virou o placar aos 13 minutos.A derrota parcial acordou o Palmeiras. Leão colocou os atacantes Warley e Washington em campo. E deu certo. Em nova jogada de Marcinho Guerreiro, Warley empatou aos 21 minutos.Depois disso, só deu Pedrinho em campo. De seu pé esquerdo saíram os três cruzamentos que levaram Daniel, Washington e até Juninho marcarem de cabeça, aos 29, 34 e 42 minutos, respectivamente.O goleiro Marcos, em noite infeliz, ainda levou o terceiro gol, marcado por Balão, aos 43 minutos. Mas era tarde para uma reação do Paysandu e o Palmeiras segurou a importante vitória.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2005 | 22h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.