Palmeiras deve acertar com Lúcio nesta 6ª

O lateral-esquerdo Lúcio pode definir nesta sexta-feira sua situação com o Palmeiras. Pelo menos, essa é a expectativa do irmão e procurador do jogador, Clécio Souza, que espera discutir o novo contrato com dirigentes do clube. É a única pendência que resta depois que o Palmeiras, auxiliado pelo empresário Juan Figger, comprou 50% dos direitos federativos do atleta junto ao Ituano. Agora Lúcio possui três ?donos?. Oliveira Júnior, proprietário do Ituano, ainda detém 50% dos direitos do atleta; Palmeiras, 25%; e Figger, os 25% restantes. Só falta acertar os salários do atleta, que quer uma valorização após ser considerado a revelação da Série B.O Palmeiras vive uma política de ?pés no chão?, com cuidado para não aumentar a folha salarial. Segundo revelou o presidente Mustafá Contursi ao repórter José Eduardo Savóia, o Palmeiras ofereceu R$ 30 mil, a mesma faixa salarial de Elson, mas o jogador quer R$ 50 mil, entre salários e luvas.Clécio, no entanto, admite ceder no valor desde que o Palmeiras coloque uma casa ou um outro bem na negociação, como ocorreu nos casos de Vágner Love e Diego Souza.Reforço - O zagueiro Nen, do Gama, deve ser mesmo o primeiro reforço do Palmeiras. O diretor de futebol Mario Giannini confirmou que as negociações estão em andamento. O Palmeiras ainda está atrás de um atacante com presença de área, forte na bola aérea, com características diferentes dos atacantes disponíveis no elenco. "Temos três nomes e estamos tentando. Não quero falar nomes, mas garanto que estamos interessados em atacantes que estão no futebol brasileiro. Não vamos repatriar ninguém", disse Giannini.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.