Palmeiras diminui ritmo de treinos para evitar contusões

O Palmeiras fez apenas um treino leve com bola, nesta sexta-feira, na parte da tarde, para que todos pudessem acompanhar a partida do Brasil contra Portugal, pela Copa do Mundo da África do Sul, que terminou empatada por 0 a 0. Depois, o foco da comissão técnica palmeirense foi a prevenção de contusões.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2010 | 21h35

O departamento médico aproveitou para realizar novos exames de avaliação dos jogadores. Com os resultados instantâneos, os médicos podem programar individualmente para cada atleta trabalhos visando evitar o aparecimento de lesões, principalmente as musculares. Neste sábado, o time volta a treinar com bola.

"Essa avaliação é importante para prevenir futuras lesões. Elas protegem quanto a entorses nos tornozelos, medem o impacto nos pés e evitam futuras fraturas, detectando os principais problemas a ser corrigidos nessa região do corpo", explicou o médico palmeirense Vinícius Martins.

"Esse tipo de exame normalmente é realizado no início e no meio de temporada e previne em alto índice o número de lesões mais graves", completou o fisioterapeuta Carlos Azevedo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.