Fabio Menotti/Ag Palmeiras
Fabio Menotti/Ag Palmeiras

Palmeiras diz lamentar torcida única, mas vê segurança como 'bem maior'

Time paulista divulgou nota oficial neste sábado, véspera da partida contra o já campeão Flamengo

Redação, Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2019 | 15h56

O Palmeiras divulgou seu posicionamento a respeito a adoção da torcida única no duelo contra o Flamengo, marcado para este domingo, às 16 horas, no Allianz Parque, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em um comunicado divulgado em seu site oficial neste sábado, o Palmeiras não mostra um posicionamento claro a respeito da medida, imposta pela CBF, que acatou a recomendação do Ministério Público de São Paulo de só permitir a presença de palmeirenses na partida.

O clube afirma lamentar o fato, dizendo que "a torcida é parte fundamental do espetáculo e, na visão do Palmeiras, qualquer partida deve ter a participação de todos". Em contrapartida, avalia que a "segurança é um bem maior a ser preservado, e a Polícia Militar e o Ministério Público são as autoridades competentes para avaliar as condições de segurança de um evento, até porque são agentes ativos no processo. O Palmeiras não tem elementos técnicos para avaliar ou julgar as medidas de segurança recomendadas pela Polícia Militar ou Ministério Público e irá respeitar as orientações das autoridades competentes e da CBF", acrescenta.

O Flamengo se mostrou contrário à medida. Na sexta-feira, o clube rubro-negro emitiu uma nota em seu site oficial em que afirma que a torcida única desequilibra o campeonato. Além disso, criticou a interferência das autoridades na organização da competição.

"A não permissão da convivência de rubro-negros e alviverdes decreta a falência da segurança pública e a morte da cultura de arquibancada do futebol brasileiro", diz um trecho do comunicado do Flamengo. O clube carioca recorreu à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para reverter a decisão.

O tribunal negou o pedido, mas deu ao Flamengo o direito da reciprocidade, ou seja, de optar por jogar a próxima partida contra o Palmeiras sem torcedores visitantes. No primeiro turno, Palmeiras e Flamengo se enfrentaram pela 17ª rodada do Brasileirão no Maracanã e os torcedores do clube paulista puderam assistir à partida no estádio.

A medida é inédita no Brasileiro quando se trata de encontro de times de estados diferentes. Em São Paulo, a torcida única existe desde 2016, mas apenas para clássicos entre clubes locais, independentemente da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.