Palmeiras e Atlético-MG empatam pela Sul-Americana

Palmeiras e Atlético Mineiro empataram por 1 a 1, nesta quarta-feira, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), no primeiro confronto pelas quartas de final da Copa sul-americana. Kléber e Obina, de pênalti, balançaram as redes. O bom jogo, em clima de decisão, foi marcado por uma arbitragem polêmica.

ANDRÉ RIGUE, Agência Estado

27 de outubro de 2010 | 22h12

Com o resultado, o time paulista, que não tem maiores pretensões no Brasileirão, jogará por um empate sem gols ou por uma simples vitória na partida de volta, no dia 10 de novembro, para avançar às semifinais. Os mineiros, que ainda lutam contra o rebaixamento no Nacional, precisarão ganhar ou empatar por mais de dois gols.

Nesta quarta-feira, o Palmeiras entrou com força total em campo, incluindo o meia Valdivia, enquanto Dorival Júnior escalou uma equipe mista. E, tentando se aproveitar da falta de entrosamento do rival, o time visitante começou melhor, com maior iniciativa no ataque.

Logo aos 6 minutos do primeiro tempo, Marcos Assunção fez bela enfiada de bola para Kléber. O atacante saiu na cara do gol e bateu rasteiro. No entanto, o goleiro Renan Ribeiro fechou o ângulo e tirou a bola com as pernas.

Apesar do bom começo, o Palmeiras perdeu Valdivia aos 18 minutos. O chileno voltou a sentir dores na coxa e teve de ser substituído por Lincoln. Com a mudança, o Atlético reequilibrou a partida na etapa inicial e só não abriu o marcador aos 20 minutos devido à bela defesa de Deola, que espalmou chute de Neto Berola.

Lincoln foi muito marcado no primeiro tempo e o Palmeiras dependeu dos cruzamentos de Marcos Assunção para atacar. O Atlético, por sua vez, ficou sem Daniel Carvalho, que deixou o gramado aos 27 minutos, machucado, para a entrada de Nikão. O time mineiro procurou explorar as falhas da defesa alviverde.

Na etapa final, o Atlético apostou em Obina, que brilhou no clássico contra o Cruzeiro - ele entrou no lugar de Neto Berola. O atacante teve uma boa chance para marcar logo aos 8 minutos. Após boa jogada pela esquerda, Obina bateu cruzado dentro da área. Deola novamente teve de fazer grande defesa para evitar o gol.

E, quando os donos da casa tentaram impor pressão, o Palmeiras chegou ao gol. Aos 10 minutos, Kléber fez tabelinha com Tinga, recebeu na área e estufou as redes de Renan Ribeiro. Carrasco do time mineiro por ter atuado pelo Cruzeiro, o atacante acabou vaiado pela torcida atleticana.

O Palmeiras quase ampliou aos 20 minuttos, quando Lincoln foi derrubado na área e a arbitragem marcou pênalti. No entanto, o juiz Marcelo de Lima Henrique voltou atrás logo em seguida, após consultar o bandeirinha, e anulou a penalidade.

As reclamações dos visitantes aumentaram quando o árbitro marcou pênalti de Márcio Araújo sobre Obina aos 26 minutos. Após muita confusão e críticas de Felipão do banco de reservas, Obina fez a cobrança e empatou o jogo. A bola acertou a trave esquerda antes de entrar.

O jogo esquentou e ficou mais aberto. Diego Souza, que também entrou na etapa final, não marcou o segundo do Atlético por causa de uma bela defesa de Deola, que desviou um chute cruzado do meia com a ponta dos dedos. O Palmeiras teve sua última oportunidade aos 41 minutos, mas Luan não conseguiu passar por Renan Ribeiro após ficar livre dentro da área.

Antes do confronto pela Sul-Americana, os dois times voltam a campo neste final de semana para disputar a 32.ª rodada do Brasileirão. O Palmeiras receberá o Goiás em Barueri, enquanto o Atlético duelará com o Botafogo, na Arena do Jacaré, ambos no sábado.

Ficha Técnica:

Atlético-MG 1 x 1 Palmeiras

Atlético-MG - Renan Ribeiro; Werley, Jairo Campos, Cáceres e Diego Macedo (Diego Souza); Zé Luís, Mendez, Daniel Carvalho (Nikão) e Fernandinho; Ricardo Bueno e Neto Berola (Obina). Técnico: Dorival Júnior.

Palmeiras - Deola; Márcio Araújo, Fabrício, Danilo e Gabriel Silva; Edinho , Tinga (Pierre), Marcos Assunção e Valdívia (Lincoln); Luan e Kléber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols - Kléber, aos 10, e Obina (pênalti), aos 30 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Cáceres (Atlético-MG); Márcio Araújo, Danilo, Edinho, Luan e Kléber (Palmeiras).

Árbitro - Marcelo de Lima Henrique (BRA).

Renda - R$ 66.005,00.

Público - 11.548 pagantes.

Local - Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.