Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Palmeiras e Corinthians terão atacantes reservas no clássico

Rafael Marques, Danilo e  Love têm baixo aproveitamento

O Estado de S. Paulo

17 de abril de 2015 | 07h00

Sem Guerrero, com dengue, e Leandro Pereira, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Corinthians e Palmeiras deverão utilizar suplentes na decisiva partida no Itaquerão, pela semifinal do Campeonato Paulista. No banco de reservas do Corinthians, Tite poderá escolher entre Vágner Love e Danilo para a vaga de centroavante na equipe. Na última oportunidade, o ex-jogador do Palmeiras foi titular contra a Ponte Preta, justamente no lugar do atacante peruano. 

Vágner Love marcou dois gols pelo Corinthians no Campeonato Paulista após 13 participações. Além dos tentos marcados, o atleta deu 13 finalizações corretas no gol dos adversários, sete dribles, 11 desarmes e mais três lançamentos.  

Caso Tite opte por Danilo, as estatísticas pioram, mas o Corinthians ganha em decisão. Em 12 finalizações, apenas cinco acabaram no gol e somente em duas acabou nas redes. Dos 19 cruzamentos em que tentou, o erro se repetiu em 14 vezes e até o momento não teve sucesso em nenhum drible em direção ao gol. Porém, o jogador desempenha excelente papel quando precisa reconstituir a marcação corintiana. Não por acaso, conseguiu cinco desarmes e fez seis lançamentos em nove tentativas.

Apesar dos números, as opções não alcançam o desempenho de Guerrero quando está em campo. Com o mesmo número de finalizações que Love, o peruano fez seis gols. Defensivamente, ainda foi responsável por mais seis desarmes nas onze partidas realizadas pelo Paulistão.

No Palmeiras, Rafael Marques é um dos artilheiros da equipe e titular no ataque, atuando pelo lado direito, mas deverá ser o substituto do centroavante Leandro Pereira, abrindo espaço para a entrada de Valdivia no time. Em 13 partidas, o atacante fez cinco gols em dez chutes em direção ao goleiro. Com boas atuações defensiva, o atacante ainda garantiu mais dez desarmes para o Palmeiras enquanto esteve em campo.

Já Leandro Pereira, titular na última partida do clube, marcou duas vezes em sete chutes e conseguiu apenas um desarme, números que colocam o natural substituto como melhor opção para o clássico, ao menos no papel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.