J.F. Diorio/Estadão
J.F. Diorio/Estadão

Palmeiras é o mais visado nas faltas, reclama Leandro

Para atacante, ser o time de mais tradição no campeonato influencia os adversários a quererem 'dar a vida'

CIRO CAMPOS, Agência Estado

16 de setembro de 2013 | 16h37

SÃO PAULO - O Palmeiras ainda não perdoou os lances considerados violentos que sofreu no jogo contra o América-MG, no último sábado, em Belo Horizonte, quando empatou por 1 a 1 pela Série B. Titular palmeirense, o atacante Leandro afirmou nesta segunda-feira que a equipe é a mais visada da competição e, por isso, acaba sofrendo pelo excesso de vontade que os adversários têm de superá-la.

"Somos o time de mais tradição na Série B, o líder, e contra a gente todo mundo vai querer dar a vida. Os times poupam jogadores para vir com mais vontade contra a gente e, às vezes, acabam excedendo um pouco. Estamos sofrendo, sim", comentou Leandro.

Após o empate em 1 a 1 no último sábado, o meia chileno Valdivia reclamou que saiu de campo com o olho esquerdo roxo. Além disso, o atacante Alan Kardec foi expulso ao se envolver em uma confusão com o goleiro Matheus, quando também levou uma cusparada do meia-atacante Willians.

Com o cartão vermelho recebido por Alan Kardec, o time do técnico Gilson Kleina vai ficar sem o seu artilheiro na Série B - tem nove gols marcados. Serginho e Vinícius disputam a vaga de substituto no ataque, para atuar ao lado de Leandro diante do Avaí nesta terça-feira.

Leandro também aproveitou a entrevista desta segunda-feira para criticar a arbitragem, considerada por ele muito permissiva com entradas violentas dadas em jogadores do Palmeiras. "Eles deixam o jogo correr um pouco e isso rende confusões. Se parassem mais as jogadas, alguns problemas seriam evitados", afirmou o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasLeandro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.